Anúncios

O fim de semana foi marcado por tempo muito severo no Paraguai, no Sul, Centro-Oeste e no Sudeste do Brasil. As tempestades, em diversos locais forte a severas, acabaram por produzir imagens impressionantes de formações de temporal de vento e granizo registradas em vídeos.

Já na manhã de sábado, um centro de baixa pressão deu origem a um sistema convectivo de mesoescala (aglomerado de nuvens de temporal) no Paraguai com granizo grande e em algumas localidades até gigante. Houve ainda vendavais com destruição no país vizinho, registrando-se nuvens funis e downbursts (correntes de vento violentas e descendentes das nuvens).


Na sequência, com o avanço de uma frente fria, se organizou uma poderosa linha de tempestades com muitos raios, granizo e vendavais que gerou mais tempestades severas no território paraguaio e principalmente no Paraná, onde diversos municípios tiveram transtornos e estragos em consequência de temporais. Granizo causou danos em lavouras e vendavais destelharam casas, derrubaram postes e causaram quedas de árvores. As cidades de Foz do Iguaçu, Cascavel e Londrina estiveram entre as mais castigadas.

 

O fato mais notável foi a queda de torres de energia que levou a uma série de desconexões de linhas de transmissão de 765 kV entre Foz de Iguaçu e Ivaiporã, Paraná. A queda das linhas de transmissão acarretou a redução da geração de energia e do fluxo de água que passa pelas unidades geradoras. Para compensar a queda abrupta da vazão, as comportas do vertedouro de Itaipu tiveram que ser abertas em manobra de emergência a fim de evitar o risco de um apagão no Brasil e no Paraguai.


A linha de tempestades com a frente seguiu para o Norte e provocou temporais no interior de São Paulo com rajadas de 90 km/h em Campinas. No Mato Grosso do Sul, torres de energia foram derrubadas pelo vento na área de Ponta Porã, cidade que registrou estragos como destelhamentos e queda de árvores.

O temporal atingiu ainda a capital Campo Grande, mas sem maiores consequências. No Mato Grosso, a chegada da frente fria gerou uma tempestade de poeira na manhã de hoje no município de Rondonópolis, no sul do estado. À medida que a frente avançou pelo Centro-Oeste e o Sudeste, como se antecipava, ela perdeu intensidade.

Anúncios