Anúncios

Tempestade de poeira hoje de manhã em Rondonópolis (MT) | Redes sociais

Nova tempestade de poeira foi registrada durante a manhã deste domingo (25) no estado do Mato Grosso. Uma nuvem de poeira por volta das 10h de hoje tomou conta da cidade de Rondonópolis, no Sul do estado, com a ventania associada à chegada de uma frente fria à região.

A estação do Instituto Nacional de Meteorologia em Rondonópolis está sem dados que pudessem indicar a velocidade do vento alcançada no município. Igualmente, o aeroporto local não reportou informações meteorológicas na manhã de hoje.

Uma estação automática particular, contudo, mostrou rajadas perto de 70 km/h a Noroeste da cidade. A temperatura neste ponto de medição chegava a 33ºC às 10h, antes da ventania, e ao meio-dia indicava 23ºC.

Novas tempestades de poeira podem ocorrer em outros pontos do Mato Grosso à medida que a frente fria avança para o Norte, mas não se antecipa que qualquer ocorrência com a força dos haboobs que atingiram o Mato Grosso do Sul e o interior de São Paulo nas últimas semanas e que deixaram 14 mortos.

A frente fria é muito extensa e se prolonga por grande parte do Centro-Oeste e do Sudeste do Brasil neste domingo após ter provocado violentos temporais no Paraguai e tempestades com força destrutiva no Paraná que chegaram a derrubar linhas de transmissão de Itaipu. Com isso, o tempo é instável neste domingo em grande parte do Brasil Central.

No Mato Grosso do Sul, as fortes rajadas de vento na chegada da frente fria entre o final do sábado e o começo deste domingo causaram transtornos. Ponta Porã foi a localidade que mais sofreu os efeitos do temporal com destelhamento de casas e queda de árvores.

A empresa de energia elétrica Energisa informou que os fortes ventos, em alguns pontos acima de 100 km/h, atingiram seis torres de transmissão no Sul do estado do Mato Grosso do Sul. A linha de transmissão danificada foi que a atende Ponta Porã.

Diferente dos eventos recentes de poeira

O que atingiu hoje Rondonópolis não pode ser considerado um haboob que é uma tempestade de muito maior dimensão. O vento forte que atingiu a cidade levantou a poeira sobre o solo, mas não houve uma nuvem de terra que avançou por uma longa distância, um haboob.


Os haboobs geralmente são muito grandes e podem ter milhares de metros de altura e até 160 quilômetros de largura. Durante as tempestades tradicionais, o ar frio desce para o solo e se espalha radialmente, gerando vento e levantando a poeira.

A última tempestade de poeira no dia 15 provocou uma tragédia no Mato Grosso do Sul. Um barco-hotel virou e naufragou com a ventania no Rio Paraguai, no município de Corumbá. Das 1 pessoas a bordo, sete morreram. Uma pessoa perdeu a vida na mesma tempestade na capital Campo Grande.

Anúncios