Anúncios

A presença de uma massa de ar frio vai determinar a chuva dos próximos sete dias no Centro-Sul do Brasil. Devido à influência do ar mais frio, grande parte do Sul do país terá baixos acumulados de precipitação durante o período. Haverá chuva, especialmente entre o Norte gaúcho e o Paraná, mas na maioria das áreas os volumes tendem a ser baixos. Neste fim de semana, por exemplo, espera-se instabilidade nos três estados do Sul. Onde mais pode chover é em áreas costeiras entre o Nordeste catarinense e o Leste do Paraná.

No Sudeste do Brasil, a chuva deve se concentrar mais sobre o Espírito Santo e o Centro e Norte do estado de Minas Gerais, apesar da expectativa de chuva nas demais áreas. Pontos do Sul e do Leste paulista e também do Rio de Janeiro podem ter acumulados de precipitação mais altos, inclusive com chuva forte e volumosa em algumas localidades, em razão da circulação do ar mais frio e úmido associado a um centro de alta pressão no Atlântico.


No Centro-Oeste, por conta da influência do ar mais frio, a chuva será menos volumosa no Mato Grosso do Sul. Isso porque, com o ar frio, o canal primário de umidade da América do Sul foi deslocado mais para o Norte, fazendo com que os maiores volumes de chuva no período se concentrem sobre o Mato Grosso, Goiás, e o Centro e o Norte do estado de Minas Gerais.


O mapa acima mostra a projeção de chuva acumulada para os próximos sete dias no Centro-Sul do Brasil de acordo com o modelo Icon do serviço meteorológico alemão (DWD) e está disponível ao assinante da MetSul com quatro atualizações diárias na seção de mapas.

Assine gratuitamente nossa newsletter para notícias e alertas

 

Anúncios