Anúncios

Erupção do vulcão de La Palma gera agora cabelos de Pelé que são nocivos à saúde | Ruben Lopez/IGN

A erupção do vulcão Cumbre Vieja já dura mais de dois meses, mas não para de surpreender os especialistas. Desde 19 de setembro, deltas de lava se formaram, milhares de toneladas de material vulcânico foram lançados no ar e mais de 10 mil pessoas abandonaram suas casas ao redor da área vulcânica. Agora, o que é conhecido como “cabelo de Pelé, tem chamado a atenção dos experts em vulcanologia na ilha de La Palma.

A revelação foi compartilhada pelo Instituto Geológico e Mineração de Espanha (IGME) em suas redes sociais oficiais com o objetivo de explicar o que são e por que ocorreram os chamados cabelos de Pelé.


Eles preocupam um pouco os cientistas por se tratar de um material muito tóxico. O instituto publicou nas suas redes sociais várias fotos e vídeos sobre estes “cabelos” indicando que o contacto com alguma mucosa como boca, nariz ou olhos pode ser bastante prejudicial para a saúde.

Segundo o órgão, os “cabelos de Pelé” são piroclastos que, ao serem expelidos do vulcão e ao primeiro contato com o vento, esticam- ganham o formato de um fio de cabelo, mas de material vulcânico. Por serem bastante leves, o vento pode levá-los a vários metros de distância. Ao entrarem em contato com o solo, acabam se solidificando e sua forma se assemelha a de uma lasca.

Os ditos cabelos, fibras de vidro basálticas muito leves, com diâmetro inferior a 0,5 mm, se espalham por vários quilômetros quando as bolhas de lava explodem na superfície do vulcão. Nas fontes de lava de um vulcão, também podem se formar o que é conhecido como lágrimas de Pelé, partículas de vidro de basalto em forma de gota e geralmente encontradas presas ao cabelo de Pelé.

O cabelo, que pode ser comparado a uma minúscula lasca de vidro, pode representar riscos à saúde como irritação nos olhos e na pele. Alguns especialistas também apontam que pode ser perigoso se os fios se rompem e entram em contato com a água potável.

Por que o nome Pelé?

Não, o nome não tem nada a ver com o maior jogador de futebol brasileiro até hoje. Trata-se de uma referência à mitologia do Havaí, onde o fenômeno dos cabelos é comum nas erupções do vulcão KIlauea. Pele ou Pelé é a deusa dos vulcões e do fogo e o criador das ilhas havaianas, de acordo com a crença local. Frequentemente referida como “Madame Pele” ou “Tūtū Pele” como um sinal de respeito, ela é uma divindade bem conhecida na mitologia havaiana.

Em diferentes histórias falando sobre a deusa Pelé, ela nasceu de um espírito feminino chamado Haumea. Este espírito é importante quando se fala sobre os deuses do Havaí, pois ela descendia do Papa, ou Mãe Terra, e Wakea, Pai do Céu, ambos descendentes dos seres supremos. Pelé também é conhecida como “aquela que dá forma à terra sagrada”, conhecida por ser dita nos antigos cantos havaianos.

A erupção do Cumbre Vieja

A erupção é a primeira em La Palma desde outubro de 1971, quando o vulcão Teneguia expeliu lava durante três semanas. La Palma, com 85 mil habitantes, é uma das oito ilhas do Arquipélago das Canárias. No seu ponto mais próximo com a África, dista 100 quilômetros do Marrocos. As Canárias estão a 460 quilômetros da ilha da Madeira, em Portugal, e a 1.428 quilômetros da Ilha do Sal, em Cabo Verde.

A atividade vulcânica na parte Sul da ilha de La Palma já dura pelo menos 125.000 anos e formou o vulcão conhecido como Cumbre Vieja, ou também simplesmente como Dorsal Sur. Apesar de serem estruturas diferentes, o Cumbre Vieja pode fazer parte do vulcão Taburiente. O Cumbre Vieja entrou em erupção em 1971, 1949, 1712, 1677, 1646 e 1585.

É o vulcão mais ativo das Ilhas Canárias. As erupções ocorreram em intervalos de 20-60 anos. Exceção foi a notável dormência de 237 anos entre 1712 e 1949. Cientistas especulam que a enorme erupção de seis anos na vizinha Ilha de Lanzarote, em 1730, induziu a longa dormência em Cumbre Vieja de mais de dois séculos até 1949.

Anúncios