Anúncios

Tardes como a da terça-feira em Porto Alegre com máxima de apenas 9,5°C são pouco comuns sob uma perspectiva histórica | Alina Souza

As tardes de ontem e da terça-feira foram por demais frias no Rio Grande do Sul, o que não é uma situação inédita, mas é pouco freqüente de ocorrer. A expressiva cobertura de nebulosidade, inclusive com precipitação, sob forte incursão de ar frio de origem polar, fez com que a temperatura se mantivesse muito baixa o dia todo e com tardes geladas em muitas cidades gaúchas.

Em São José dos Ausentes, por exemplo, a temperatura durante o dia na terça-feira (29) não passou de 2,7ºC. O dia praticamente todo ficou entre -2ºC e 1ºC. Nenhuma leitura horária, na hora cheia, marcou temperatura superior a 2ºC. Ontem (30), a máxima em São José dos Ausentes foi de 4,4ºC.


Em Porto Alegre, a temperatura na terça ao meio-dia era de apenas 8,3ºC. ÀS 15h, no meio da tarde e costumeiramente a hora mais quente do dia, a estação meteorológica do Instituto Nacional de Meteorologia no bairro Jardim Botânico marcava somente 8,9ºC. A marca era inferior no horário ao registro na mesma hora de 11ºC em Ushuaia, na Terra do Fogo, no Extremo Sul do continente.

A máxima na terça em Porto Alegre foi de só 9,5ºC. Para se ter ideia, 9,5ºC de máxima é valor inferior à média histórica das mínimas em junho da Capital de 10,7ºC. O vento por vezes forte agravava a situação de percepção do frio e a sensação térmica no meio da tarde era de 4ºC.

Ontem, com o enfraquecimento do ar polar, apesar de mais uma tarde muito fria e com garoa em alguns momentos, a máxima na capital gaúcha se elevou um pouco mais e atingiu 11,6ºC. Mesmo sendo 2ºC superior à da véspera, a máxima da quarta-feira em Porto Alegre ficou apenas 0,6ºC acima da média histórica de junho das mínimas – que se dão na madrugada ao amanhecer – e 7,6ºC abaixo da média máxima histórica do mês.

Máximas baixas na história

Para se colocar numa perspectiva histórica, observa-se como a terça-feira com máxima de apenas 9,5ºC foi um dia incomum de frio e muito pouco freqüente de ocorrer. São raros os dias em que a temperatura em Porto Alegre não supera a cada dos 10ºC com marcas de um dígito durante as 24 horas. Isso somente ocorre em massas de ar polar de muito forte intensidade.

Com base nos registros meteorológicos do Instituto Nacional de Meteorologia, verifica-se desde 1961 que a temperatura máxima em Porto Alegre não superou os 10ºC em escassas ocasiões. Há registros, por exemplo, em 16/7/1965 (9,8ºC), 8/7/1969 (9,4ºC), 9/7/1969 (9,8ºC), 17/7/1975 na grande onda de frio de 1975 que arrasou o café brasileiro com 7,4ºC, 19/7/1981 (9,2ºC), 20/7/1990 (8,7ºC), 31/7/1993 (9,4ºC), 13/7/2020 na grande onda de frio de 2000 com 9,2ºC, 16/7/2000 (9,2ºC), 23/7/2013 na onda de frio que trouxe muita neve em Santa Catarina e Paraná com 9,1ºC, e 17/7/2017 (8,6ºC).

Grandes ondas de frio trazem máximas baixas

Chama atenção como algumas das menores máximas em Porto Alegre nas últimas seis décadas coincidiram com massas de ar polar que entraram para a história ou pela queda de neve expressiva ou pelo frio muito intenso que se registrou no Brasil, caso dos anos de 1975, 1990, 2000 e 2013.

Muitos devem estar se perguntando o porquê de 24 de agosto de 1984 não estar na lista das menores máximas em Porto Alegre, afinal foi o dia em que a capital gaúcha registrou flocos de neve por quase toda a cidade e até com acumulação nos morros.

 Chegou a fazer 2,5ºC no meio da tarde naquele dia. Ocorre que a máxima em 24 de agosto de 1984 se deu no começo do dia que não foi frio. A temperatura começou a afundar de manhã e a tarde acelerou a queda com precipitação, o que trouxe a raríssima neve.

O pior passou

O frio intenso à tarde, entretanto, ficou para trás. Esta quinta-feira com sol não repetirá a sensação de enregelar das tardes de ontem e anteontem em Porto Alegre e no interior do Rio Grande do Sul. A máxima hoje em Porto Alegre deve ficar ao redor dos 17ºC.


E para os próximos dias são esperadas marcas mais altas que devem se aproximar ou até bater na casa dos 20ºC. As tardes serão mais agradáveis, entretanto as noites seguem muito frias com o tempo mais aberto e o perfil vertical da atmosfera mais seco, a despeito da perda de intensidade do ar polar.

Assine gratuitamente nossa newsletter para notícias e alertas

Anúncios