Anúncios

Darian se tornou um ciclone tropical muito intenso e não ofere risco a área habitadas | CIMSS

Formou-se o primeiro furacão da temporada de verão 2022/2023 no Hemisfério Sul. O ciclone tropical severo Darian estreou a temporada e com um marco ao se tornar o primeiro sistema de categoria 5 da Austrália em dezembro desde o ciclone tropical Lawrence em 2009, com rajadas de vento de até 285 km/h. Meteorologistas dos Estados Unidos consideram o sistema equivalente à categoria 4 no Atlântico.


Darian tem se intensificado constantemente nos últimos dias, mas graças a um pouco de água um pouco mais quente (fonte de combustível de um ciclone tropical), elevou a escala da categoria 4 para a categoria 5 com pressão mínima de até 920 hPa.

O ciclone tropical Darian apresentava uma simetria radial com um olho amplo e claro em seu centro. Essa simetria se deve a um processo de intensificação conhecido como ciclo de substituição da parede do olho, em Inglês denominado Eyewall Replacement Cycle (EWRC).

Isso ocorre quando o olho central fica cercado por um olho maior que eventualmente assume o controle. Durante várias horas, enquanto esse processo ocorre, o ciclone tropical perderá temporariamente muita força e ficará instável. No entanto, após o término do processo, o ciclone tropical é maior, mais forte e mais simétrico.

O último ciclone tropical de categoria 5 registrado na área de responsabilidade da Austrália no início da temporada foi o ciclone tropical severo Lawrence em 2009. Ao contrário de Darian, Lawrence desenvolveu-se muito perto da costa australiana, atingindo a costa perto de Eighty Mile Beach, na Austrália Ocidental, em 21 de dezembro de 2009. A localidade de Mandora registrou uma rajada de vento de 211 km/h durante a sua chegada, mas, provavelmente, o ciclone severo produziu rajadas de 285 km/h em seu pico.

Darian está atualmente perto da borda Oeste da área de responsabilidade da Austrália e se encontra muito distante do continente australiano e das Ilhas Cocos (Keeling). Espera-se que ele se mova para o Oeste no Índico e saia da área de responsabilidade australiana, sem oferecer risco a áreas habitadas.

O Bureau de Meteorologia da Austrália prevê ser provável um número acima da média de ciclones tropicais na temporada de ciclones tropicais australianos de 2022–23 (novembro a abril). Desde que os registros australianos começaram em 1969/1970, o número médio de ciclones tropicais que se formam em uma temporada na região australiana é de 11, quatro dos quais geralmente atingem a costa.

O La Niña estabelecido no Oceano Pacífico tropical e as temperaturas da superfície do mar mais quentes do que a média no Norte da Austrália neste ano influenciaram as perspectivas de mais ciclones tropicais do que a média no verão 2023. Ao menos um ciclone tropical tocou terra na costa australiana anualmente desde que registros confiáveis começaram na década de 1970.

Nos anos de La Niña, o primeiro ciclone a atingir a costa australiana normalmente ocorre mais cedo do que o normal, por volta de meados de dezembro.Durante os anos médios, a data do primeiro ciclone tropical a atingir a Austrália é tipicamente no início de janeiro.

Anúncios