Anúncios

CBMSC

Os temores de que a chuva seria extrema e com riscos à população expostos no alerta ainda do domingo da MetSul Meteorologia se confirmaram no Leste de Santa Catarina com outro evento de precipitação extrema que deixa vítimas e municípios em situação de emergência.

A Defesa Civil Estadual catarinense informou 47 pessoas desabrigadas. Balneário Camboriú, no Litoral Norte, e Palhoça, na Grande Florianópolis, organizaram abrigos para receber pessoas desabrigadas. Camboriú e Penha, no Litoral Norte, decretaram situação de emergência. Houve alagamentos em diversas cidades da Grande Florianópolis.  Itapema e Balneário Piçarras também recorreram ao decreto de emergência.


A chuva produz um saldo de vítimas. Duas adolescentes, de 16 e 17 anos, morreram vítimas de um soterramento em Camboriú na madrugada de hoje. As vítimas eram da mesma família. O município é um dos mais castigados pela chuva com muitos pontos de inundação.

PREFEITURA DE CAMBORIU

A chuva desta semana até o fim da tarde desta terça somava 329 mm em Itajaí, 320 mm em Florianópolis, 289 mm em Camboriú, 275 mm em São José, 259 mm em Tijucas, 246 mm em Santo Amaro da Imperatriz, 241 mm em Antônio Carlos e 240 mm em Luiz Alves.


Os volumes extremos foram consequência de chuva orográfica. Umidade que vem do oceano, trazida por vento do quadrante Sul a Leste, em razão de uma massa de ar frio na costa ao encontrar a barreira do relevo da Serra ascende na atmosfera e encontra temperatura mais baixa. Isso leva à condensação e à ocorrência de chuva induzida pelo relevo.

Episódios de chuva orográfica são de alto risco porque costumam trazer acumulados de precipitação localmente muito altos e que não raro até acabam superando as projeções dos modelos numéricos. Os litorais de Santa Catarina, São Paulo e Rio de Janeiro são os de maior risco de eventos de chuva extrema de natureza orográfica no Brasil com um histórico longo de situações de desastre por este tipo de precipitação.

A boa notícia é que a instabilidade vai diminuir. O tempo não firma totalmente nos próximos dias, mas o sol já aparecerá com nuvens em diversas cidades do Leste catarinense e a chuva tende a ser mais isolada e com baixos volumes na maioria das áreas. O período de precipitação mais extrema, assim, chega ao fim.

Os mapas acima mostram a projeção de chuva diária para quarta, quinta, sexta e sábado do modelo meteorológico alemão Icon em que se observa nitidamente a perspectiva de a chuva diminuir e até parar com melhoria no Leste catarinense.

Outra boa notícia. Os modelos até indicam chuva para a última semana do ano em vários dias no Leste de Santa Catarina, mas exceção de temporais muito isolados não se antecipa novo evento de chuva mais extrema e abrangente como do começo desta semana.

Anúncios