Anúncios

Chuva atinge maior número de cidades entre hoje e amanhã | RAFAEL CABRAL

A semana vai terminar com chuva em todas as regiões gaúchas e a probabilidade de tempo severo localizado à medida que uma massa de ar quente, úmido e instável cobre o Sul do Brasil com aumento de nuvens e condições propícias para precipitação e temporais isolados.

A atmosfera estará muito mais instável no Rio Grande do Sul nesta sexta-feira. Chove, ao contrário de ontem, em todas as regiões do estado. A chuva já ocorre cedo no dia em áreas como do Oeste e do Sul, alcançando as demais regiões no decorrer do dia.


Espera-se que as precipitações sejam mal distribuídas. Pontos isolados podem ter chuva forte com alagamentos e temporais com risco de granizo e vento forte. Dentro de um mesmo município alguns locais podem ter acumulados de precipitação baixos e altos tal a grande variabilidade de volumes esperada.

Embora a instabilidade, o sol chega a aparecer com nuvens em parte desta sexta em diversas localidades com uma acentuada sensação de abafamento. A maior cobertura de nebulosidade, porém, impede máximas tão altas quanto nos últimos dias. Ontem, Porto Alegre atingiu 36ºC e a região metropolitana 37ºC.


Justamente a combinação de mais elevada umidade com temperatura alta proporcionará que as condições se tornem propícias para a ocorrência de temporais isolados de chuva torrencial com elevados volumes em curto intervalo, vento forte e granizo.

Estes temporais se dão principalmente da tarde para a noite, quando se formam nuvens de grande desenvolvimento vertical pelo aquecimento diurno que gera movimentos convectivos (ar ascendente) na atmosfera.

Os mapas abaixo mostram as projeções de refletividade para esta sexta do modelo WRF de alta resolução da MetSul a partir da rodada da 0Z de hoje. Observa-se como a instabilidade isolada afetará todas as regiões gaúchas e com altos valores de refletividade em alguns locais, sinalizando risco de temporais isolados.

A convecção forma nuvens do tipo Torre Cumulus (TCu) e Cumulonimbus (Cb) que causam os temporais isolados. Isoladamente, alguns destes temporais podem ser fortes a severos mesmo com risco de danos, como se viu ontem em Santa Rosa, no Noroeste gaúcho.

Quanto mais quente e atmosfera e menor a pressão atmosfera, maior é o potencial para haja a formação de nuvens muito carregadas e mais alta a probabilidade de temporais localizados de maior severidade.

Anúncios