Anúncios

Semana vai do calor ao frio no Rio Grande do Sul com uma grande diferença de temperatura entre agora o começo e o seu fim. É o que indica a previsão do tempo da MetSul para a semana que vai ter o retorno da chuva para a maioria das regiões depois de uma quinzena inteira de tempo firme.


Esta primeira metade da semana vai ser marcada pelo predomínio de dias de sol e nuvens no território gaúcho. No máximo alguma instabilidade isolada e pouco expressiva pode se dar nas áreas do Chuí e de Santa Vitória do Palmar neste início de semana e no final da terça a partir do Noroeste e do Norte do Estado.

A grande mudança do tempo vai ocorrer entre quarta e quinta-feira no Rio Grande do Sul com a passagem de uma frente fria pelo Estado. Este sistema frontal deve trazer chuva já na quarta para pontos do Oeste e do Sul gaúcho, alcançando as demais regiões do Estado no decorrer da quinta-feira. Será uma frente de passagem rápida e, na sequência, espera-se a melhora do tempo no final desta semana com o retorno do sol entre sexta-feira e o sábado.

Do calor ao frio

Antes da chegada da frente, entre quarta e quinta-feira, a temperatura estará acima do que é normal para esta época do ano no território gaúcho. Este domingo já tem marcas acima da média, apesar de agradáveis, entretanto começa a aquecer a partir desta segunda-feira.

Projeção de anomalia de temperatura em 850 hPa (1.500 metros) para o Sul do Brasil na terça-feira | MetSul

A terça-feira deve ser o dia mais quente deste período com máximas elevadas para julho em grande número de municípios do Estado. A previsão de máxima para Porto Alegre, por exemplo, é de 27ºC na terça. Na Grande Porto Alegre e nos vales pode fazer entre 27ºC e 29ºC. São marcas muito superiores à média histórica das temperaturas máximas do mês. A média máxima histórica de Porto Alegre em julho é de 19,6ºC, logo os termômetros podem marcar até 7ºC ou 8ºC a mais na terça. Na quarta antes de a frente chegar, muitas cidades ainda devem ter temperatura alta para a época do ano.

Depois da passagem da frente fria, a temperatura declinará com o ingresso de uma massa de ar frio entre sexta e sábado. A MetSul enfatiza que este incursão de ar frio não terá a intensidade da massa de ar polar do final de junho.

Projeção de anomalia de temperatura em 850 hPa (1.500 metros) para o Sul do Brasil na sexta-feira | MetSul

Alguns modelos numéricos, tal como o europeu, sinalizam a possibilidade de um reforço de ar polar no próximo fim de semana, entretanto não há um consenso entre os diversos modelos sobre a chegada de ar mais gelado entre os próximos sábado e domingo. Os dados no decorrer da semana vão oferecer uma perspectiva muito mais clara quanto ao próximo fim de semana.

Chuva em pouca quantidade

A maioria dos dias desta semana não terá chuva no Rio Grande do Sul. A instabilidade mais ampla deve se limitar à passagem da frente fria entre quarta e quinta com a chuva só chegando em muitas cidades gaúchas na quinta-feira. Por isso, o período entre hoje e quarta e novamente entre sexta e sábado desta semana devem ser de tempo firme em um grande número de cidades.

Os volumes de chuva até agora em julho são praticamente nulos no Estado e todos os registros de precipitação são basicamente resultantes de orvalho, pela formação noturna de nevoeiro. A frente fria que passará pelo Rio Grande do Sul nesta semana pouco deverá mudar este panorama de precipitações.


O mapa acima mostra a projeção de chuva acumulada no Sul do Brasil para esta semana do modelo meteorológico do serviço de Meteorologia da Alemanha. O modelo Icon está disponível ao assinante na seção de mapas com quatro atualizações diárias.

Assine gratuitamente nossa newsletter para notícias e alertas

A projeção reflete o cenário que descrevemos de pouca chuva na maioria das cidades do Rio Grande do Sul. A tendência é de chover mais no Sul gaúcho, e ainda assim não muito, e no Paraná com a intensificação do sistema sobre o território paranaense.

Anúncios