Anúncios

A cidade de Rio Grande teve o maior volume de chuva em 24 horas no mês de abril dos últimos 71 anos, segundo levantamento realizado pela MetSul Meteorologia. O volume acumulado em 24 horas até 9h de hoje na estação convencional do Instituto Nacional de Meteorologia foi de 95,8 mm. Antes, na climatologia histórica de abril, somente houve registro de marca superior de precipitação em 24 horas em 25 de abril de abril de 1942, quando a cidade portuária acumulou 108,3 mm, a altura máxima em 24 horas da série histórica 1930-1960. Em 1998, no dia 17 de abril, a estação convencional de Rio Grande teve um volume muito alto (91,8 mm), semelhante ao anotado hoje, mas ainda abaixo da marca anotada nesta sexta-feira.



O evento de chuva extrema de abril de 1998 foi significativo na zona Sul do Estado. Em Pelotas, a estação da Embrapa registrou acumulado em 24 horas de 134 mm no dia 17. Na véspera já tinham sido 20,4 mm. Na BR-116, em Turuçu, as águas da chuvarada de abril de 1998 abriram um buraco de cinco metros de comprimento e três metros de altura na pista, interrompendo a ligação de Rio Grande e Pelotas com Porto Alegre. Cerca de 150 pessoas deixaram suas casas em Pelotas devido aos alagamentos. Houve o rompimento da cabeceira da barragem do canal Santa Bárbara, atingindo alguns bairros. Em Rio Grande, as precipitações de abril de 1998 deixaram desabrigados. O Arroio Vieira transbordou e a água invadiu a RS-734. 


O que levou à chuva intensa de 1998 em Rio Grande do Sul foi uma condição parecida com a de agora. Uma área de baixa pressão avançou de Noroeste para Sudeste entre o Rio Grande do Sul e o Uruguai, e no Uruguai (junto ao Chuí) deu origem a um ciclone extratropical. No processo de ciclogênese (formação do ciclone) registrou-se chuva intensa sobre o Sul do Estado.



A chuva torrencial que atingiu Rio Grande ontem à noite (4) e persistiu com menor força na madrugada de hoje provocou alagamentos (foto acima de Fábio Dutra do Jornal Agora) e foi ainda mais volumosa em outras estações da cidade. A estação automática do Instituto Nacional de Meteorologia acusou entre 12h de ontem (4) e 12h de hoje (5) um volume de 117 mm, sendo 25,6 mm entre 20h e 21h de ontem, 34,4 mm das 21h até 22h e 23 mm das 22h até 23h. Já a estação particular na área da refinaria indicou um volume de 112,8 mm. Estações automáticas particulares registraram 102,8 mm no Parque Marinha e 137,2 mm na praia do Cassino.

Anúncios