Anúncios

Fernando Oliveira/Twitter

O volume de chuva no Centro de Porto Alegre das 16h da quinta-feira (14) até o meio-dia deste sábado (16) chegou a 140 mm. Significa que choveu a média histórica (1961-1990) de setembro de chuva na cidade de 139,5 mm em apenas 44 horas, logo menos de dois dias. Todas as regiões da cidade somam mais de 100 mm até o momento. O dado confirma os alertas da MetSul de que a Capital registraria volumes bastante altos de precipitação com acumulados acima de 100 mm e que poderiam até mesmo ficar perto ou superar a média mensal. Trata-se do mais significativo evento de precipitação na cidade desde o final de maio e o começo de junho, quando a Capital sofreu com muitos alagamentos e uma cheia do Guaíba. A chuva intensa traz alagamentos do Sul ao Norte da cidade em Porto Alegre com transbordamento de alguns arroios. No bairro São João, o Corpo de Bombeiros atendeu durante a manhã ocorrência de pessoas ilhadas em automóvel em meio ao alagamento.


Os volumes de chuva no mesmo período, até 12h deste sábado, atingem 130 mm também em alguns bairros da cidade de Canoas e superam os 100 mm no Vale do Sinos. No Vale do Rio Pardo, alguns locais somam 150 mm a 200 mm. Em Santa Cruz do Sul, houve desabamento de muro junto a uma encosta. No Litoral Norte, os volumes superam os 100 mm. Bombeiros atendem ocorrências de alagamentos em Tramandaí. Já no Vale do Taquari, em Teutônia, alguns pontos registram acumulados superiores aos 100 mm.


Manhã de sábado com muitos pontos de alagamentos, alguns intransitáveis, na cidade de Porto Alegre (Fernando Oliveira/Twitter)

A tendência é de a chuva persistir ainda nestas áreas do Nordeste gaúcho com os maiores volumes no Litoral Norte no restante deste sábado e ainda no domingo, mas no decorrer do domingo a chuva será menos volumosa que neste sábado. Na segunda-feira, o tempo irá melhorar e firmar com sol e nuvens.

Anúncios