Anúncios

A manutenção da frente semi-estacionária entre o Centro e o Norte do Rio Grande do Sul neste fim de semana com a intensificação da instabilidade por um centro de baixa pressão sugere um cenário de muita chuva ainda com volumes elevados em parte do Estado neste fim de semana. As regiões que mais preocupam são o Norte e Nordeste gaúcho, com ênfase para as áreas de Porto Alegre, da Grande Porto Alegre, Vales e da Serra. Os mapas mostram a projeção de chuva do modelo canadense para sábado e domingo.


Assine gratuitamente nossa newsletter para notícias e alertas


Os acumulados só deste fim de semana em alguns municípios destas regiões podem ficar perto ou acima de 100 mm e que vão se somar ao que já choveu desde ontem. A possibilidade de transtornos em razão da chuva é alta. Atenção para alagamentos. Em regiões de relevo, como da Serra, alto risco de deslizamentos e quedas de barreiras em rodovias. Hoje, no começo da noite, Porto Alegre acumulava 62 mm no Centro desde que teve início a chuva no fim da tarde de quinta-feira ou quase metade da média mensal de chuva na Capital em pouco mais de 24 horas. É possível que Porto Alegre tenha ou supere a média de chuva de setembro inteiro em apenas três dias de precipitação. No Oeste gaúcho e na Campanha, a Defesa Civil registra desabrigados pela chuva em Dom Pedrito e Quaraí. Pontos da região registraram acumulados de 150 mm a 200 mm, mas não há mais perspectiva de chuva volumosa nestas áreas.

Anúncios