Anúncios

A MetSul começou a rodar, em caráter excepcional e ante o evento histórico que o furacão Irma, o modelo HWRF (Hurricane Weather Research and Forecasting). Trata-se de um modelo que foi desenvolvido pela NOAA, Marinha dos Estados Unidos, Universidade de Rhode Island e a Florida State University. O HWRF é uma das principais ferramentas de previsão de intensidade e trajetória do Centro Nacional de Furacões dos Estados Unidos (NHC/NOAA) e está sendo utilizado agora graças aos investimentos em tecnologia que fizemos para levar a você assinante a melhor informação.

O modelo HWRF mostra impacto direto do violento furacão Irma, agora com categoria 5, no Sul da Flórida no domingo (10/9). A projeção deste modelo é do centro do furacão passar mais a Leste que o sinalizado pelo modelo europeu. Pela saída de agora do HWRF, o olho de Irma passaria exatamente pela área de Miami e com pressão central condizente com um categoria 5 enquanto o prognóstico oficial do NHC aponta Irma com categoria 4 no Sul da Flórida. Veja os mapas com a projeção do HWRF. Seja categoria 4 ou 5, os impactos serão imensos e desastrosos.



O prognóstico de trajetória de Irma no estado americano está longe de consolidado, ainda faltando 48 horas. No começo da madrugada desta sexta-feira, o Centro Nacional de Furacões dos Estados Unidos elevou o nível de advertência de atenção (watch) para alerta (warning) de furacão no Sul da Florida.

Anúncios