Anúncios

Frente fria deve trazer chuva para a cidade de São Paulo com maior possibilidade de precipitação na noite desta segunda, durante a terça-feira e nas primeiras horas da quarta-feira | ROVENA ROSA/AGÊNCIA BRASIL/EBC

Uma frente fria muda o tempo em parte do estado de São Paulo, incluindo a capital paulista e a Grande São Paulo. O sistema frontal atua no Sul do Brasil, impulsionado por uma massa de ar frio de origem polar que começa a ingressar no Rio Grande do Sul e que traz queda acentuada da temperatura no estado gaúcho e provoca mínimas muito baixas na Argentina.

As imagens de satélite do começo desta segunda-feira já indicavam aumento da cobertura de nuvens em algumas áreas do estado de São Paulo, especialmente do Centro para o Sul paulista, com a aproximação do sistema frontal. Na cidade de São Paulo, o começo da manhã de hoje tem muitas nuvens e a temperatura estava em 16ºC no Aeroporto de Congonhas e no Mirante de Santana.


Esta frente fria não vai mexer com o tempo em todo o estado de São Paulo. A sua influência vai se dar mais entre hoje e quarta-feira em áreas próximas do Paraná e no Sul e Leste paulista com aumento de nebulosidade, chuva e queda de temperatura. A cidade de São Paulo e a sua área metropolitana estão entre as áreas que sentirão os efeitos da frente fria.

O sistema frontal não progride, como ocorreu na última massa de ar polar, porque desta vez será bloqueado pela grande massa de ar seco que atua no Brasil Central. Por isso, a chuva não vai alcançar todo o estado de São Paulo e tampouco a temperatura terá queda acentuada na esmagadora maioria das cidades paulistas. Não haverá frio intenso como o registrado durante a terceira semana de maio, uma vez que o frio mais forte deve se limitar ao Sul do Brasil, em particular no Rio Grande do Sul e parte de Santa Catarina.


Não vai chover em grande número de municípios de São Paulo, especialmente os situados mais ao Norte do estado, próximos de Goiás e Minas Gerais. A instabilidade maior deve se dar do Centro para o Sul paulista com os maiores acumulados de precipitação no Sul do estado, na área do Vale do Ribeira. O mapa mostra a projeção de chuva para sete dias do modelo alemão Icon em que se observa claramente a atuação limitada da instabilidade no território paulista.

Na cidade de São Paulo, a segunda-feira é de muitas nuvens e a atmosfera tende a se instabilizar com chuva na segunda metade do dia, especialmente no turno da noite. Amanhã, terça, será um dia de tempo fechado com chance de chuva a qualquer hora e que não se descarta possa ser moderada em alguns instantes. Ar mais frio ingressa na área da capital paulista e a temperatura se eleva muito menos com máximas em torno dos 17ºC ou 18ºC.

Já a quarta-feira na cidade de São Paulo deve começar com muitas nuvens e chance ainda de ocorrência de chuva ou garoa, mas no decorrer do dia a instabilidade cessa e as nuvens podem começar a diminuir, não se descartando até aberturas de sol. Com isso, a temperatura se eleva mais e pode atingir 22ºC a 23ºC. Na quinta, ar mais quente volta a atuar na cidade de São Paulo e região, o que trará um dia de sol e nuvens com períodos de nublado em que a máxima à tarde deve atingir ou superar os 25ºC.

Anúncios