Anúncios

Um forte terremoto atingiu a região de Tóquio e Fukushima, no Japão, no final da manhã deste sábado (hora de Brasília). O epicentro foi no Pacífico, a Leste de Honshu e no litoral da Prefeitura de Fukushima.


O abalo teve uma magnitude de 7,0 e uma profundidade de 60 quilômetros. A Agência Meteorológica Japonesa não prevê um grande tsunami e informou que pode ocorrer uma elevação mínima do mar. Mesmo assim moradores de áreas costeiras foram colocados em alerta. A rede NHK informou que não houve danos na usina nuclear de Niigata.

Moradores das áreas mais afetadas, em Tóquio e Fukushima, descreveram que o abalo foi muito longo e durou minutos.


O terremoto de hoje ocorre a menos de um mês do décimo aniversário do grande sismo seguido de tsunami em Fukushima em 11 de março de 2011 com magnitude de 9,1. O terremoto deixou 15.800 mortos e dois mil desaparecidos. Trouxe muita destruição por um grande tsunami e causou acidente nuclear na usina de Fukushima.

País preparado

O Japão é uma das regiões mais ativas sismicamamente do planeta, fazendo parte do círculo de fogo do Pacífico. O país, assim, está acostumado a terremotos e alguns de enorme intensidade. Em razão dos riscos, o código de edificações é muito rígido e o sistema de defesa civil um dos mais preparados do planeta com treinamento recorrente da população sobre como reagir em situações de desastres naturais como tufões, tsunamis e terremotos.

Anúncios