Anúncios

Uma tempestade de inverno de rara intensidade e proporções históricas varre os Estados Unidos, provocando o fechamento de estradas e aeroportos em grande parte do país na antevéspera do Natal. “Mais de 240 milhões de pessoas (mais de 70% da população americana) são afetadas por alertas meteorológicos”, informou o Serviço Nacional de Meteorologia (NWS).


As condições são muito perigosas para a circulação, alertaram as autoridades. Na manhã desta sexta, mais de 240 milhões de pessoas receberam alertas ou pedidos de prudência. Esperava-se que milhões de pessoas saíssem às rodovias e lotassem os aeroportos para este período de festas de Natal e Ano Novo, marcando uma volta aos níveis de mobilidade anteriores à pandemia.

No condado de Erie, no estado de Nova York, foi decretada uma proibição para a circulação de automóveis. “Ficamos em casa. Não consigo ver o outro lado da rua”, disse à AFP Jennifer Orlando, na cidade de Hambourg, afetada por esta proibição e onde pela manhã a temperatura registrada era de -8ºC.

A colisão de um carro com um poste da rede elétrica deixou a localidade sem energia por quatro horas, informou. Mais de um milhão de americanos estavam sem luz nesta sexta, sobretudo nas Carolinas do Norte e do Sul, Connecticut e Texas, segundo o site especializado Poweroutage.us. “Por favor, encarem esta tempestade com extrema seriedade”, pediu o presidente Joe Biden na quinta-feira. “Incentivo todos (…) a ouvirem as advertências em nível local. É sério”.

O site especializado Flightaware contabilizava mais de 5 mil voos cancelados. Os aeroportos mais afetados foram os de Seattle, Nova York, Chicagoe Detroit. Na quinta-feira, cerca de 10% dos voos tinham sido cancelados, informou nesta sexta à MSNBC o secretário do Transporte, Pete Buttigieg.

“Vários dos maiores centros aéreos foram afetados”, acrescentou. De acordo com a Associação Automobilística Americana (AAA), cerca de 112 milhões de pessoas previam dirigir pelo menos 80 km entre os dias 23 de dezembro e 2 de janeiro. Vários estados, inclusive Nova York, Oklahoma, Kentucky, Geórgia e Carolina do Norte, se declararam em situação de emergência. “As pessoas deveriam ficar em casa, não se aventurar nas estradas”, disse à CNN o governador do Kentucky, Andy Beshear.

“As condições de neve e vento forte podem se desenvolver muito rapidamente”, acrescentou, informando que a Guarda Nacional foi mobilizada neste estado. Beshear confirmou a morte de três pessoas nas rodovias do Kentucky. Em Oklahoma, pelo menos duas pessoas morreram em estradas, segundo a agência encarregada de emergências neste estado.

Imagens chocantes que circulam nas mídias sociais mostram um engavetamento desastroso de dezenas de veículos na rodovia Ohio Turnpike, perto de Sandusky, no estado de Ohio, em meio a uma forte tempestade de inverno que deixa estradas congeladas e com baixa visibilidade devido à neve que sopra em ventos fortes.

Os acidentes foram relatados pela primeira vez por funcionários de Turkpike por volta das 12h45, hora local. Engavetamento é relatado também em Michigan, envoolvendo diversos veículos pesados. Acidentes com múltiplos veículos e vítimas ocorrem ainda no Canadá.

MICHIGAN STATE PATROL

Fortes nevascas foram registradas no Norte do país, particularmente na região dos Grandes Lagos, mas o fenômeno se estende da fronteira canadense, no Norte, aos limites com o México, no Sul, e da costa do Pacífico, no Noroeste, à costa atlântica, no Leste, informaram os meteorologistas americanos.

Este sistema de baixa pressão provoca um forte choque entre uma massa de ar muito frio, proveniente do Ártico, e outra tropical, que chega do Golfo do México. O que torna a situação atual extraordinária é que a pressão atmosférica caiu muito rapidamente, em menos de 24 horas, o que dá origem a um ciclone bomba.

Em Nova York, enquanto as temperaturas ainda beiravam os 10°C positivos na manhã desta sexta, a expectativa era de que os termômetros caíssem a -10°C à noite. Chicago, na manhã desta sexta, registrava -20ºC, e as temperaturas também eram negativas até a costa do Texas.

O Canadá também se preparava para enfrentar temperaturas incomumente baixas para a temporada. Alertas de frio extremo, tempestade de inverno e inclusive neve com vento forte foram emitidos na manhã desta sexta para a maior parte do território canadense, informou o Environment Canada. Em Alberta (Oeste) e Saskatchewan (Centro), as temperaturas oscilavam entre os -40ºC e os -50ºC.

Anúncios