Anúncios

Ciclone em formação hoje nas imagens de satélite | NOAA/NESDIS

Um ciclone atua na costa do Sul do Brasil nesta terça-feira e nos próximos dias. Os impactos deste sistema, entretanto, vão ser baixos no Sul do país. Não há previsão, por exemplo, de fenômenos severos associado à influência do ciclone. 

Primeiramente, o ciclone não é de forte intensidade e, por isso, as suas conseqüências são menores. 


Um dos efeitos será a ocorrência de chuva isolada em áreas mais próximas da costa nos três estados do Sul. Aqui no Rio Grande do Sul, com efeito, a circulação ciclônica deve trazer chuva esparsa e passageira nesta terça, quarta  e quinta. A chuva esparsa será intercalada com sol. 

A previsão aponta precipitações muito irregulares e mal distribuídas e que alcançam mais regiões nesta terça da tarde para a noite e tendem a se concentrar mais no Leste gaúcho durante a quarta e a quinta-feira. Na Metade Oeste, ao contrário, o tempo seco vai predominar com sol e nuvens esparsas. 


Projeção de chuva acumulada entre 9h de hoje e 9h de quinta-feira pelo modelo WRF da MetSul

O vento ganha um pouco de força entre esta terça e quarta no Sul e no Leste do Rio Grande do Sul. As rajadas, entretanto, não oferecem maiores riscos porque, no geral, devem ficar entre os 40 km/h e 60 km/h. 

Assine gratuitamente nossa newsletter para notícias e alertas

O maior impacto mesmo se dá é na temperatura à medida que o ciclone impulsiona ar frio para o Estado, o que garante dias agradáveis nesta terça e no restante da semana. À tendência é de pouco de frio durante a madrugada, por exemplo, em municípios de maior altitude e, na segunda metade da semana, também na Campanha.

Anúncios