Anúncios

O ciclone extratropical que tantos transtornos causou e ainda causa no Sul do Brasil se afasta nesta quinta-feira do Sul do Brasil e já está um pouco mais distante do litoral, atuando sobre o Oceano Atlântico com pressão central mínima de 1006 hPa. No final do dia, o sistema deve estar mais enfraquecido com 1010 hPa e a mais de 500 quilômetros a Leste da costa do Sul do país. O ciclone impulsiona ar seco pelo interior do continente que chega ao Centro-Oeste e São Paulo enquanto move uma frente fria pelo Rio de Janeiro, Leste de Minas Gerais e Espírito Santo.

Imagem de satélite do amanhecer desta quinta-feira mostrava o ciclone extratropical sobre o Atlântico a Leste do Rio Grande do Sul e de Santa Catarina / DSA/CPTEC/INPE

O afastamento do ciclone é que permite o retorno do sol hoje para o Rio Grande do Sul e Santa Catarina depois de vários dias com instabilidade. O máximo que pode ocorrer é precipitação leve na forma de chuva ou garoa em pontos mais a Leste dos dois estados, mas, no geral, o tempo firme e com sol predomina na esmagadora maioria dos pontos dos territórios gaúcho e catarinense.


No decorrer desta quinta-feira, à medida que o ciclone extratropical se afasta, o tempo firma na maior parte de Santa Catarina com chance de instabilidade isolada e passageira apenas mais a Leste. Na sexta-feira e nos dias seguintes, o tempo aberto com sol será a condição dominante, o que vai permitir o retorno para casa de muitos desalojados, uma vez que as águas dos rios vão começar gradualmente a baixar.

No Rio Grande do Sul, a nebulosidade também diminui com o distanciamento do ciclone da costa do Sul do Brasil. O sol aparece com nuvens na maioria das regiões gaúchas. Mesmo assim, são previstos ainda períodos de maior nebulosidade em parte do dia em vários pontos do Estado, principalmente na madrugada e de manhã.


Chance de precipitação isolada e breve, sobretudo na Metade Leste gaúcha e principalmente mais a Leste. O dia é ameno no Rio Grande do Sul e começa frio na Campanha e em pontos do Nordeste e do Norte do Estado com marcas abaixo de 10ºC. Já a tarde, por sua vez, deve ser de temperatura agradável. Porto Alegre deve ter entre 15ºC e 21ºC. A maioria das cidades gaúchas registrará máximas entre 20ºC e 23ºC.

Chuva excepcional

Os volumes de chuva em algumas cidades catarinenses apenas nos primeiros quatro dias de maio foram duas a quatro vezes maior que a média mensal. Os acumulados no mês até agora, conforme dados do Ciram, são de 409 mm em São Martinho, 307 mm em Braço do Norte, 296 mm em Rio Fortuna, 288 em Mirim Doce, 273 mm em Florianópolis (Campeche), 269 mm em Tubarão e Siderópolis e 255 mm em São Joaquim, dentre as muitas medições acima de 200 mm.

Sol e noites frias nos próximos dias

Alta pressão atmosférica vai passar a influenciar o tempo no Sul do Brasil nos próximos dias. É o que vai garantir uma sequência de dias com a presença do sol e tempo mais aberto na maioria das localidades no fim de semana e no começo da semana que vem, inclusive com momentos de céu claro em diversas cidades, o que resultará em formação de nevoeiro ou neblina em várias cidades na madrugada e começo da manhã.

O perfil mais seco e a menor cobertura de nebulosidade nos próximos dias proporcionarão ainda maior resfriamento à noite com temperatura baixa na madrugada e ao amanhecer. Pode, inclusive, gear em baixadas das áreas de maior altitude do Rio Grande do Sul e de Santa Catarina amanhã, no fim de semana e na segunda-feira, com mínimas de 1ºC a 3ºC na região de São José dos Ausentes e menores no Planalto Sul Catarinense.

Embora o frio durante a madrugada e o começo da manhã, a temperatura vai estar bastante agradável durante a tarde ao longo dos próximos dias. A previsão para hoje, amanhã, o fim de semana e o começo da semana que vem é de dias com marcas tipicamente outonais. Porto Alegre, por exemplo, deve ter vários dias seguidos em que as máximas no período da tarde devem se situar entre 20ºC e 23ºC.

Anúncios