Anúncios

Chuva e temporais isolados aumentam no Centro-Oeste e no Sudeste do Brasil no final desta semana. A previsão do tempo da MetSul é que até quinta-feira persista o predomínio do sol no Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Goiás, São Paulo e Minas Gerais. Pancadas muitos isoladas de chuva, eventualmente acompanhadas de temporal, podem ocorrer em poucos locais do Mato Grosso, Goiás e Minas. Na esmagadora maioria dos municípios do Sudeste e do Centro-Oeste, o sol aparece com nuvens hoje, amanhã e quinta com calor.

O cenário começa a mudar na sexta-feira, quando se espera um aumento da instabilidade sobre o Centro do Brasil. Por isso, pancadas de chuva isoladas atingem um maior número de localidades na sexta, especialmente no Mato Grosso do Sul, Goiás, São Paulo e o Oeste de Minas. No fim de semana, a instabilidade deve aumentar ainda mais com o avanço de uma frente fria e deve chover em muitos municípios do Mato Grosso do Sul, de São Paulo e Rio de Janeiro, além do Sul de Goiás e do Oeste e do Sul de Minas.


A chuva na sexta e, especialmente no fim de semana, deverá vir acompanhada de tempestades isoladas de vento e granizo.  Os temporais, de forma muito localizada, podem ser fortes a severos com potencial de causar danos em razão do vento e do granizo, assim como se deu no último sábado em Minas Gerais.

O risco existe de novas tempestades de areia, mas de forma localizada, em áreas muito menores, não se esperando uma repetição do evento de grandes proporções do último fim de semana que atingiu centenas de quilômetros e dezenas de cidades no interior paulista e no Triângulo Mineiro com danos e prejuízos.

O mapa acima mostra a projeção de chuva para sete dias do modelo meteorológico alemão Icon, a partir da rodada da 0Z de hoje, modelo esse disponível com quatro atualizações diárias (a cada seis horas) para o nosso assinante na seção de mapas para que possa se planejar e ter sempre as informações mais atualizadas de chuva em sua região.

Como se observa no mapa, os maiores acumulados de chuva no período devem ocorre no Sul do país, particularmente entre Santa Catarina e o Paraná com mais de 100 mm em diversas cidades, entretanto os volumes podem ser altos em pontos do Sul do Mato Grosso do Sul, do estado de São Paulo e de áreas mais ao Sul de Minas Gerais.


A instabilidade registrada no fim de semana que passou e a que se prognostica para o próximo marca o começo do fim da estação seca no Centro-Oeste e no Sudeste do Brasil, mas a volta da chuva é gradual.

Assine gratuitamente nossa newsletter para notícias e alertas


No decorrer do mês de outubro, que começa na sexta, se espera um aumento mais significativo das precipitações na parte central do território brasileiro e muitas áreas podem terminar outubro até com chuva acima da média histórica mensal, especialmente pontos entre Mato Grosso e Minas Gerais, passando por Goiás.

Anúncios