Anúncios

A chuva avança pelo Sul do Brasil e com temporais isolados de granizo, assim como alertava em boletins a MetSul Meteorologia. Fortes áreas de instabilidade se formaram ao longo desta sexta-feira sobre os três estados da Região Sul e nesta noite ganham intensidade, o que vai trazer mais temporais para a região.


A imagem de satélite do começo da noite desta sexta-feira mostrava muitas nuvens cobrindo o Rio Grande do Sul, Santa Catarina e parte do Paraná com nebulosidade de desenvolvimento vertical capaz de provocar temporais em algumas áreas.

Por isso, o alerta segue nesta noite para temporais localizados em que pode ocorrer chuva forte a intensa isolada com raios e queda de granizo. Já a possibilidade de vendavais localizados, embora não seja descartada, é menor e muito mais isolada.


Os maiores acumulados de chuva até o momento se deram justamente nas áreas em que a MetSul destacou choveria mais: Noroeste do Rio Grande do Sul, Oeste de Santa Catarina e Sudoeste do Paraná. Em 24h, até 19h desta sexta, choveu 70 mm em Santa Rosa (RS), 90 mm em São Domingos (SC) e 73 mm em São Miguel do Iguaçu (PR).

A instabilidade afeta desde cedo o Sul do país. Ainda no começo do dia temporais com queda de granizo atingiram o estado do Paraná. Grande quantidade de granizo se precipitou sobre a rodovia PR-471, no município de Três Barras do Paraná. O granizo acumulou nos gramados das casas do município.

No Oeste de Santa Catarina, a sexta-feira foi marcada por uma forte queda de granizo em pontos do município de Sul Brasil. Embora a intensa precipitação, as autoridades locais não receberam relatos de danos pelos moradores da localidade. Houve registro de granizo ainda nos municípios catarinenses de Irati e Jardinópolis.

Na noite desta sexta-feira, com o avanço de nuvens carregadas a partir da província argentina de Corrientes, temporais isolados atingiram o Oeste do Rio Grande do Sul.

Granizo grande localizado no interior de Itaqui na noite desta sexta-feira | RODRIGO GODOY

No interior do município de Itaqui, na Fronteira Oeste, cidade fronteiriça com a localidade argentina de Alvear, pedras de granizo de grande tamanho caíram rapidamente e acompanhadas de pouca chuva.

O cenário segue de risco e, portanto, de alerta nesta noite de sexta e na madrugada deste sábado. A instabilidade vai seguir avançando pelo Sul do Brasil à medida que a frente fria se desloca pela região com chuva e temporais isolados.

O risco maior de temporais é para a Metade Norte gaúcha, Santa Catarina, Paraná e o Centro-Sul do Mato Grosso do Sul. A tendência é o sistema enfraquecer ao alcançar São Paulo. Antes, entretanto, modelos sugerem que pode se formar uma linha de instabilidade com alto risco de temporais entre Santa Catarina e o Paraná.

No Rio Grande do Sul, as primeiras horas deste sábado têm instabilidade ainda em diversas regiões, especialmente nas Metade Norte e Leste do Estado, inclusive na área de Porto Alegre, com o deslocamento de uma frente fria associada a um centro de baixa pressão de 996 hPa a Leste e Sudeste do Chuí sobre o Atlântico.

No decorrer do dia, o tempo melhora e o sol aparece em todo o Estado pelo ingresso de ar mais seco e frio. A tarde vai ser de temperatura agradável, mas com o entardecer e o começo da noite as marcas nos termômetros entram em queda acentuada e o dia terminará com frio em diversas cidades.

Anúncios