A imagem de satélite do começo da noite desta quinta-feira mostra nuvens sobre parte do Sul do Brasil associadas a áreas de instabilidade. O grande destaque, contudo, está mais ao Sul. Na Argentina. Uma área de baixa pressão começa a se aprofundar no Norte da Patagônia e vai se deslocar para Leste em direção ao Atlântico.

Este sistema de baixa pressão vai organizar uma frente fria que chegará ao Rio Grande do Sul, trazendo aumento de nuvens e chuva nesta sexta-feira. Por isso, embora já tenha chovido hoje em alguns pontos do Sul do país, a grande mudança do tempo vai ocorrer entre esta sexta e o sábado na Região Sul com chuva mais generalizada.


As mais recentes saídas dos modelos aumentaram um pouco os volumes de chuva projetados para o Rio Grande do Sul. É o caso do modelo WRF de alta resolução da MetSul, disponível ao assinante na seção de mapas. No mapa abaixo você vê a projeção de chuva para 72 horas até 9h do domingo.

O indicativo é de que os maiores volumes de chuva devem se concentrar no Médio Uruguai (região de Iraí), no Oeste de Santa Catarina e no Sudoeste e no Sul do Paraná. Nestas áreas, os acumulados de precipitação podem atingir marcas em vários pontos acima de 50 mm até sábado com volumes localizados mesmo próximos ou acima de 100 mm.

Na mais recente projeção, o WRF aumentou os acumulados de precipitação projetados para outras regiões do território gaúcho como o Centro, o Norte e parte do Oeste do Estado. Mesmo assim, em muitas cidades do Rio Grande do Sul os volumes de chuva não devem exceder 15 mm ou 20 mm, portanto não serão altos.


Nesta sexta, o sol aparece com nuvens na maioria das regiões gaúchas, mas no começo do dia ainda pode ter chuva em pontos próximos da divisa com Santa Catarina, no Noroeste e no Norte do Estado.  Da tarde para a noite, a nebulosidade aumenta muito e chove em todas as regiões com o avanço de instabilidade do Oeste para o Leste no território gaúcho. A chuva atinge também diversos pontos de Santa Catarina e parte do território paranaense.

No sábado, o tempo melhora no Rio Grande do Sul, mas parte do dia ainda pode ter chuva em pontos do Nordeste do Estado enquanto nas demais regiões o sol aparece com nuvens. A instabilidade afetará ainda algumas áreas de Santa Catarina e vários pontos do Paraná à medida que se desloca para Norte e Nordeste.

A chuva deve vir acompanhada ainda de trovoadas em muitas cidades. Há risco de ocorrências eventuais de tempo severo bastante localizadas e em poucos municípios, sendo o principal o de granizo em pontos isolados no deslocamento da instabilidade pelo Rio Grande do Sul e Santa Catarina na segunda metade da sexta e no começo do sábado.