Anúncios

Sempre que há um evento extremo surgem correntes de internet que viralizam rapidamente por redes sociais, especialmente pelo aplicativo Whatsapp, com conteúdo falso. Uma vez que o Sul do Brasil e outras áreas do Centro da América do Sul enfrentam uma poderosa onda de calor, com sucessivas marcas históricas e quebras de recordes, um antigo boato que já foi lido em anos anteriores, volta a circular por Whatsapp, com texto pobremente escrito e recheado de informações falsas e sem sustentação científica alguma. Diz o boato:


“Atenção: Institutos de meteorologia alertam para uma forte onda de calor em fevereiro..A defesa civil e os telejornais não divulgam para não assustarem a população, mas segundo Inmet( Instituto Nacional de Meteorologia) e Institutos do Chile, divulgam que será o fevereiro mais quente que se terá registro na história de medições. Por isso, crianças e idosos, pessoas com problemas de pressão e cardiovasculares terão atenção especial..Muita água..Nada de exercícios depois das 8 da manhã e antes das 18 da noite…E detalhe , não há previsão para um dia sequer de chuva..A defesa civil também prevê desabastecimento da água e energia.. Fica a dica..Nada de crianças e idosos em praias e piscinas nesse período de horário..Repassem para que as pessoas estejam informadas e tomem os cuidados necessários. *ATENÇÃO* O fenômeno do Equinócio nos afetará nos próximos 5 dias. Permaneça dentro e mantenha os animais dentro de casa ou protegidos especialmente a partir das 11h até as16h todos os dias. A temperatura irá flutuar e pode atingir 40 graus Celsius. Isso pode causar desidratação e insolação facilmente. Este fenômeno é devido ao fato de que o sol está diretamente acima do equador. Por favor, fique hidratado. Todos devem consumir cerca de 3 litros de líquido todos os dias. Controle da pressão arterial. Muitos podem sofrer uma insolação. Tome banhos frios o mais freqüente possível. Reduza a carne e aumente frutas e legumes. A onda de calor não é uma piada! Coloque uma vela nova não utilizada fora da área da casa ou da área exposta. Se a vela pode derreter, está em um nível perigoso. Coloque sempre um balde ou 2 água pela metade na sala de estar e em cada sala para manter a temperatura baixa. A insolação não apresenta sintomas indicativos. Uma vez desmaiado, é grave e perigoso, já que a falha de um órgão é ativada. Sempre verifique seus lábios e veja se seus olhos estão afundados por desidratação. Por favor, informe os outros …”

Vamos aos fatos:


Um, como mês de verão, fevereiro terá alguns dias quentes ou muito quentes, entretanto hoje nenhum modelo indica episódio sequer parecido ao atual de calor no Sul do Brasil. Mais, nenhum instituto de Meteorologia, incluindo o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), alertou sobre ser o fevereiro mais quente da história das medições. A Dirección Nacional de Meteorologia de Chile sequer faz avisos sobre o Brasil e se limita a emitir prognósticos para o seu próprio país. Telejornais jamais deixaram de emitir avisos sobre fenômenos extremos, de ondas de calor a tornados, a atual onda de calor histórica teve sua previsão amplamente divulgada em meios de comunicação.

Dois, absolutamente nenhum dado indica que haverá total falta de chuva, o que jamais ocorreu nesta época do ano, mesmo sob forte estiagem. É a temporada de chuva e o período mais chuvoso do ano em estados como do Centro-Oeste e do Sudeste, logo não faz qualquer sentido que não chova um dia sequer. E, no caso do Sul do Brasil, mesmo ocorrendo forte estiagem pancadas de chuva não deixam de ocorrer, apesar da má distribuição das precipitações. Dados não indicam um fevereiro extremamente seco em muitas áreas do Sul do Brasil e a virada do mês terá, inclusive, chuva excessiva entre o Paraná e São Paulo.

Três, não há qualquer aviso de Defesa Civil sobre falta de energia ou água. A chuva volumosa desde outubro no Centro do Brasil afastou o risco de racionamento de luz e algumas cidades já enfrentam problemas de abastecimento de água no Sul do Brasil há muito tempo por estiagem.

Quatro, calor extremo pode provocar problemas graves de saúde e até mortes, mas tal risco só existe com períodos de temperatura extremamente alta, como o que hoje se experimenta há duas semanas, e não por situações falsamente alertadas.

Cinco, não ocorrerá equinócio nos próximos cinco dias. Ele ocorre duas vezes por ano, em março e setembro, marcando o começo do outono e da primavera nos dois hemisférios. O próximo equinócio ocorrerá em 20 de março com o começo do outono austral e da primavera setentrional.

Seis, sempre desconfie e não repasse mensagens que terminem com “repasse” ou “encaminhe” porque são quase 100% correntes de internet com informação falsa.

Anúncios