Anúncios

Uma massa de ar extremamente quente vai tomar conta do Sul do Brasil neste fim de ano e no início de 2019. O ar quente ao Norte alimentará intensa instabilidade no Centro da Argentina e parte do Uruguai com volumes extremamente altos de chuva nos próximos sete a dez dias e que podem atingir marcas acima de 200 mm com acumulados pontuais entre 300 mm e 400 mm.



Cenário radicalmente diferente de doze meses atrás, quando a província de Buenos Aires enfrentou a pior seca em décadas. Volumes tão extremos de chuva devem trazer inundações em cidades e em zonas rurais. E, com fluxo de ar quente, tempestades serão frequentes nestas dias com muitas ocorrências de vendavais e granizo de variado tamanho na região.

Assine gratuitamente nossa newsletter para notícias e alertas

 

Anúncios