Anúncios

REDES SOCIAIS

Violento vendaval atingiu o extremo Sul gaúcho e o departamento uruguaio de Rocha durante as primeiras horas desta segunda-feira, provocando estragos na região de fronteira do Brasil com o Uruguai.

No lado uruguaio da fronteira, as localidades mais atingidas foram a da Barra do Chuy e Punta del Diablo, pequeno balneário perto da fortaleza de Santa Teresa. No lado brasileiro, o vento fez estragos no Chuí e Santa Vitória do Palmar, sobretudo na região da Barra do Chuí.


De acordo com medição da estação do Instituto Nacional de Meteorologia, do Brasil, as rajadas de vento chegaram a 137 km/h na Barra do Chuí durante a passagem do temporal pela área de fronteira dos dois países.

O violento vendaval foi consequência da chegada de uma frente fria na região. Horas antes, o mesmo sistema causou fortes temporais em departamentos do Sul e do Leste uruguaio, além a província de Buenos Aires.


O vendaval na fronteira causou diversos estragos e transtornos como queda de árvores, queda de postes, destelhamentos, colapso de estruturas como placas, falta de energia elétrica e falta de água.

REDES SOCIAIS

A empresa de águas do Uruguai OSE publicou em comunicado a falta de água no Chuy, Barra del Chuy, La Coronilla, Castillos, 19 de Abril, Aguas Dulces e Barrio Belvedere na cidade de Rocha, por conta da falta de luz.

O diretor do Sistema Nacional de Emergências (Sinae) do Uruguai, Sergio Rico, confirmou ao Portal Montevidéu que houve danos no país ainda em trechos de Colonia, Soriano e Río Negro. Segundo ele, algumas árvores e cabos de energia se romperam.

Fez muito calor nas horas que antecederam a chegada da frente fria à região do Prata. Na tarde do domingo, a temperatura chegou a 37,7ºC no observatório da cidade de Buenos Aires e a 38,1ºC em Ezeiza. No Uruguai, a temperatura atingiu 38,4ºC em Salto enquanto na capital Montevidéu a estação do Prado anotou 33,1ºC.

Anúncios