A última semana de março será de escassez de chuva no Sul do país. Em outras palavras projeção dos diferentes modelos atmosféricos analisados pela MetSul indica uma semana de predomínio de sol e a chuva que poderá eventualmente ocorrer será escassa e de baixos acumulados.

Nesse meio tempo o mês de março até agora no território gaúcho teve chuva irregular e enquanto partes do Estado deverão terminar o mês com acumulados abaixo da média em outros a precipitação acumulou a média mensal em poucas horas.

Desse modo a região que mais teve chuva em março até agora foi o Oeste. Exemplo disso é Uruguaiana que só no dia 17 teve acumulado diário de 150 mm e deverá encerrar o mês com acumulado excepcional de 426 mm o que representa quase três vezes o normal para o mês.

Já na capital gaúcho na estação do INMET do bairro Jardim Botânico o acumulado até agora soma 69 mm enquanto que a média mensal é de 103 mm. Em Campo Bom o acumulado do mês é de 52,2 mm até agora, ao redor de 50% da média mensal.

O domingo foi de sol em todas as regiões com registro de tempo seco e proveitoso para atividades ao ar livre. Na Capital o domingo foi presenteado com um lindo pôr do sol. Até mesmo no litoral gaúcho o tempo colaborou com temperatura de 29°C em Mostardas e 28°C em Torres.

Sob o mesmo ponto de vista a expectativa para esses últimos dias do mês é de pouca ou nada de chuva na maioria das regiões gaúchas sem alterar muito esses acumulados de precipitação. Ocorre que o corredor de umidade amazônico transportará ar úmido e instável na direção do centro do país mantendo a instabilidade entre o Sudeste e Centro Oeste

Por outro lado, a metade sul do continente terá um sistema de alta pressão atmosférica no Atlântico Sul a leste da região Sul no comando das condições atmosféricas. Esse sistema irá impedir a chegada de ar mais úmido com previsão de vários dias seguidos de predomínio de sol.

Pouco antes nesta segunda-feira uma frente fria irá avançar pelo oceano e poderá estimular a formação de nuvens com previsão de chuva esparsa em partes do Rio Grande do Sul e Santa Catarina. Modelos indicam acumulados ao redor e abaixo de 10 mm. Na maioria dos municípios não chove.

A partir de terça um sistema de alta pressão atmosférica com núcleo der 1022 hPa avançará pelo mar na altura da Argentina e Uruguai. Entre a quarta e o domingo esse sistema irá alcançar latitudes médias ao redor de 30°S na altura de Santa Catarina e Rio Grande do Sul onde deverá ficar semi estacionário por vários dias com pressão ainda maior em seu centro.

A terça-feira terá variação de nuvens no começo do dia em partes do leste da região com tempo mais aberto no interior. Entre a tarde e a noite o tempo fica aberto com céu claro. As maiores marcas de temperatura deverão ocorrer na fronteira com a argentina com previsão de 30 a 32°C.

A quarta e a quinta-feira serão ensolaradas em todo o sul do país. No turno das manhãs a temperatura poderá oscilar ao redor de 10°C em trechos de serra, especialmente na quarta. Já durante as tardes predomina o calor mais generalizado com marcas ao redor de 30°C em muitos municípios. Esquenta mais no Oeste com 32 a 34°C.

A sexta-feira terá sol e nuvens e a previsão é de grande oscilação térmica típica de outono. A umidade aumenta e combinada ao calor poderá formar nuvens e a previsão é de pancadas isoladas de chuva em diferentes pontos do Sul do país. A chuva será muito irregular e mal distribuída, com características de verão.