Anúncios

Imagens mostram como a lava vulcânica invadiu localidade na República Democrática do Congo, uma metrópole de dois milhões de pessoas. O vulcão Nyragongo entrou em erupção no fim de semana. A lava alcançou subúrbio de Goma, mas poupou a quase toda a cidade.  O material vulcânico chegou até a localidade de Buhene, mas Goma foi preservada.

Moses Sawasawa/AFP/MetSul Meteorologia

Moses Sawasawa/AFP/MetSul Meteorologia

Moses Sawasawa/AFP/MetSul Meteorologia

Moses Sawasawa/AFP/MetSul Meteorologia

Justin Katuwa/AFP/MetSul Meteorologia

Ao menos quinze pessoas morreram, de acordo com as autoridades locais. Nove perderam a vida durante a fuga desesperada dos moradores que se seguiu ao início da erupção da noite do sábado. Grande parte dos moradores já retornou para casa, a despeito do medo de uma nova erupção.


A missão de pacificação da Organização das Nações Unidas (ONU) que atua no país informou que quatro vilarejos foram diretamente atingidos pela lava vulcânica, sendo completamente destruídos. O rio de lava parou a poucos metros da pista do aeroporto internacional de Goma.

A lava interrompeu uma das principais rotas de acesso à cidade de Goma, prejudicando a logística para a entrega de ajuda humanitária aos moradores atingidos pela erupção vulcânica. Os moradores viveram momentos de pânico na fuga quando do início da erupção, assombrados pela memória do últimos desastre no ano de 2002.

O vulcão Nyiragongo,

O monte Nyiragongo está situado a apenas quinze quilômetros da cidade de Goma e já foi responsável por desastres na região.

Nyiragongo teve uma grande erupção com fluxos piroclásticos em 1977 que deixarem dezenas de mortos e forçaram a evacuação de centenas de milhares de pessoas para a fronteira com Ruanda. 


Houve ainda grandes erupções entre 1982-1983 e novamente em 1994. Em 2002, erupção de maior proporção iniciada em 17 de fevereiro de 2002, trouxe lava para a periferia da cidade de Goma.

Assine gratuitamente nossa newsletter para notícias e alertas

Alertas foram emitidos pelas autoridades locais e 400 mil pessoas foram evacuadas da cidade até a fronteira com a Ruanda. Pelo menos 4500 edifícios de Goma foram destruídos, deixando cerca de 120 mil pessoas desabrigadas. A erupção foi a mais destrutiva na história moderna.

Anúncios