Anúncios

Se a última semana foi marcada por frio extremo e recordes históricos nos Estados Unidos de neve, temperatura mínima e menor temperatura máxima, a Ásia Central experimenta nestes dias um período de temperatura extremamente acima da média com marcas recordes e ar muitíssimo quente para a época do ano.

O período excepcionalmente quente teve início perto do Mar Negro e deste então o bolsão de ar muito aquecido avançou por parte do Oriente Médio, o Cáspio e Ásia Central.


Os últimos dias foram de dezenas de recordes mensais de temperatura máxima para fevereiro na Ásia Central. O Uzbequistão quebrou seu recorde de temperatura mais alta já observada em fevereiro com 32,0°C em Karshi, quase 2°C acima do recorde nacional anterior no mês. 

Depois do Uzbequistão, a Mongolia estabeleceu um novo recorde nacional mensal de máxima em fevereiro com 15,8°C em Khanbogd (Hanbogd). Antes, o recorde nacional de máxima no país em fevereiro era de 14,7°C em Dalanzadgad, no ano de 1992.

O Turcomenistão teve 31,8°C em Saragt, valor próximo ao recorde turcomeno de fevereiro de máxima de 32,9°C, estabelecido na mesma estação em 1946. 


Ontem, pela primeira vez em sua série histórica, Pequim, na China, teve temperatura na casa de 20°C no mês de fevereiro. A máxima de 20,8°C superou o recorde mensal de 19,8°C, de 13 de fevereiro de 1996. 

Assine gratuitamente nossa newsletter para notícias e alertas

Na última semana, o Iraque também teve seu recorde nacional de calor para o mês de fevereiro quebrado. O novo recorde é de 34,0°C em Nasiriya. O recorde anterior de 32,6°C na mesma estação em 1963.

Anúncios