Anúncios

Desde o começo do ano não havia ocorrido uma única explosão solar de classe X, a mais intensa de todas. Desde ontem, contudo, já foram quatro. Nesta noite a quarta, uma com magnitude X1, registrada à 1h52m tempo universal coordenado (UTC). O Solar Dynamics Observatory, da NASA, registrou o flash extremo ultravioleta gerado por esta última explosão solar.



Assine gratuitamente nossa newsletter para notícias e alertas


As três prévias explosões, todas ocorridas em um intervalo de apenas 24 horas no começo da semana, tiveram magnitudes X1.7, X2.8 e X3.2. A mais forte explosão solar na história recente foi uma superior a X28. Grandes explosões solares podem interferir nas comunicações por satélite, nos sistemas de posicionamento global (GPS), comunicações por rádio, etc. Em casos mais extremos, como em 1989, até na rede de luz. A tempestade solar de 1989 causou apagão em parte do Canadá.  

Anúncios