Os gaúchos vão ser submetidos a uma gangorra térmica em apenas 48 horas. Na tarde de ontem, horas antes da chegada de uma frente fria que trouxe chuva para o Rio Grande do Sul e temporais de granizo em algumas cidades, a temperatura chegou a 28,0ºC em Porto Alegre e a 29,3ºC em Três Coroas. A maioria das cidades da Grande Porto Alegre ficou entre 28ºC e 29ºC.

Para este fim de semana, a previsão é de uma dupla mudança de massas de ar em verdadeira gangorra da temperatura. Primeiro, do ar quente para o ar frio. Na sequência, do ar frio para o ar quente.

Neste sábado, o ar quente que ontem cobria o estado gaúcho vai dar lugar ao ingresso de uma massa de ar frio. Será uma incursão de ar frio muito rápida e fraca, mas que mesmo assim vai acarretar um acentuado declínio da temperatura que irá ser breve.


Muitas cidades do Rio Grande do Sul começaram o sábado ainda com o ar quente que trazia tempo um pouco abafado na sexta e terminarão o dia sob o ar mais frio. Por isso, em grande número de localidades do Estado as temperaturas mínimas deste sábado vão se dar à noite com marcas menores nos termômetros no final do dia que ao amanhecer, quando normalmente ocorrem as mínimas do dia.

Uma destas cidades será Porto Alegre que deve amanhecer com os termômetros marcando 17ºC ou 18ºC, mas que no final do dia deve ter temperatura em torno dos 14ºC. Nos Aparados, a madrugada de hoje deve ter 13ºC a 14ºC em diversas cidades, mas no final deste sábado a temperatura deve estar ao redor de 10ºC ou 11ºC.


O ingresso do ar mais frio deste sábado trará uma madrugada mais fria neste domingo com marcas de 10ºC a 11ºC na Grande Porto Alegre e mínimas de um dígito, abaixo de 10ºC, em grande número de municípios do interior gaúcho. Nos Campos de Cima da Serra, o frio será mais intenso e mesmo a possibilidade de formação de geada fraca e isolada não pode ser descartada em algumas baixadas da região.

Só que já neste domingo haverá uma nova troca muito rápida de massas de ar com o ar frio dando lugar a uma massa de ar mais quente. Embora a tarde de domingo não chegue a ser quente, prevendo-se que seja agradável, as mínimas da segunda-feira já serão bem mais altas que as da véspera por efeito da nova massa de ar que passará a influenciar o tempo. O ingresso de ar quente em altitude pode ainda favorecer inversão térmica no começo da segunda-feira com nevoeiro em algumas localidades.

O ar quente que retorna no começo da semana contribuirá por instabilizar o tempo a partir do Oeste já no final do domingo de forma isolada. Na segunda, áreas de instabilidade avançam do Uruguai para o Rio Grande do Sul, mas algumas áreas, como a Grande Porto Alegre, devem ter um dia quente e abafado para os padrões do final de abril. Só que o pior do calor ainda estará reservado para a metade da semana com os modelos numéricos indicando máximas altíssimas para esta época do ano.