Anúncios

Um novo forte terremoto foi registrado no Norte do Brasil neste domingo. O sismo com magnitude de 6,2 ocorreu no município de Tarauacá, no estado do Acre, perto da fronteira com o Peru, às 6h38 (horário de Brasília) deste domingo.


O abalo sísmico, registrado pelas estações da Rede Sismográfica Brasileira (RSBR) e analisado pelo Centro de Sismologia da USP, ocorreu a uma profundidade de 652 quilômetros.

A Rede Sismográfica Brasileira explica que a maioria dos eventos na fronteira do Brasil com o Peru ocorre devido à subducção da Placa de Nazca sob a plataforma Sul-Americana, portanto, tendem a ser profundos, como no sismo deste domingo.

“Assim como no caso do terremoto de 6,6 que ocorreu em 20 de janeiro na mesma região, a força do sismo foi atenuada pela sua grande profundidade. Apesar de terem ocorrido no Brasil, esses sismos têm características andinas, devido ao mecanismo que os gerou, na região dos Andes”, explicam os cientistas da rede.

A magnitude exata, epicentro e profundidade do terremoto poderão ser revisados, à medida que os sismólogos refinam seus cálculos. O Serviço Geológico dos Estados Unidos (USGS) calculou a magnitude do tremor profundo deste domingo em 6,5, assim com magnitude maior que a analisada no Brasil. “Ressaltamos que soluções apresentadas por diferentes instituições podem apresentar variações de magnitude”, destacou a Rede Sismográfica Brasileira.

O terremoto registrado no Norte do Brasil no dia 20 de janeiro teve uma alta magnitude (6,6), mas uma baixa intensidade, de acordo com os técnicos. A magnitude mede a energia liberada na origem do terremoto. Frequentemente, várias magnitudes ligeiramente diferentes são atribuídas a um mesmo terremoto.

Isso ocorre porque a relação entre medições sísmicas e magnitude é complexa. A intensidade mede a força do tremor em uma localização específica. A intensidade é determinada pelos efeitos nas pessoas, nas estruturas humanas e no ambiente natural. É um conceito mais subjetivo que a magnitude.

Então, enquanto a magnitude representa a força intrínseca do terremoto, a intensidade avalia como ele é sentido em diferentes lugares. Ambos são cruciais para compreender o impacto de um evento sísmico, esclarecem.

O terremoto de magnitude 6,5 do dia 20 no município de Tarauacá, no Noroeste do estado do Acre, perto da fronteira com o Peru, se deu às 18h31 (horário de Brasília). O abalo sísmico ocorreu a uma profundidade de 628 quilômetros.

Em junho de 2022, Tarauacá registrou um sismo igualmente grande, de magnitude 6,5, localizado a uma profundidade de 621 km. Os dois terremotos são os maiores já registrados no país. No entanto, apesar de terem ocorrido em solo brasileiro, esses sismos têm características andinas.

A MetSul Meteorologia está nos canais do WhatsApp. Inscreva-se aqui para ter acesso ao canal no aplicativo de mensagens e receber as previsões, alertas e informações sobre o que de mais importante ocorre no tempo e clima do Brasil e no mundo, com dados e informações exclusivos do nosso time de meteorologistas.

Anúncios