Anúncios

Nevoeiro em Nova Petrópolis no último dia 13 | Landel Fagundes

Nevoeiro e neblina são muito freqüentes entre os meses de maio e agosto no Rio Grande do Sul. Em alguns anos, são poucos dias de nevoeiro e em outros muito com um grande impacto nas operações do Aeroporto Internacional Salgado Filho, em Porto Alegre.

Formação de nevoeiro durante os meses de verão, apesar de muito menos comum que no período frio do ano, não chega a ser uma raridade. Eventualmente, sobretudo nas áreas de Serra do Estado há a formação de cerração. Isso ocorre, principalmente, com presença de nuvens baixas por instabilidade atmosférica.

Partes do Rio Grande do Sul podem começar esta sexta-feira com nevoeiro e neblina, mas em razão de grande estabilidade atmosférica. O tempo aberto na madrugada e com vento calmo e maior resfriamento pelo ar seco deve favorecer a ocorrência de cerração em alguns pontos.

O mapa acima mostra a projeção de visibilidade do modelo WRF para o amanhecer desta sexta no Sul do Brasil em que se observa a tendência de nevoeiro e neblina nos três estados do Sul.

No Rio Grande do Sul, a tendência é maior no Sul gaúcho e em áreas de vales e baixadas nas regiões serranas assim como próximas dos rios e lagoas nas partes mais baixas da Metade Leste do Estado.

Anúncios