Anúncios

Imagens de satélite registram o bloqueio do estratégico Canal de Suez pelo navio Ever Given que encalhou na passagem na terça-feira.

As imagens são de diferentes satélites, de empresas e consórcios governamentais. Pimeiramente, as imagens do satélite Sentinel-2 do consórcio europeu Copernicus revelam a completa obstrução da passagem.

O Sentinel-2 ainda registrou a grande quantidade de navios no canal e que não conseguem avançar pela obstrução de Suez. 

Da mesma forma, a empresa Planet Labs igualmente liberou imagem do navio obstruindo a passagem no Canal de Suez. Observa-se como o navio ocupa a passagem de ponta a ponta após encalhar. 

Finalmente, uma outra empresa que divulgou imagens do navio em Suez foi a Capella Space. A imagem parece borrada porque foi feita ao longo de 20 segundos com o movimento das águas balançando o navio. 

Rota estratégica no Oriente Médio

Com efeito, o enorme navio, com peso superior a 200 mil toneladas, encalhou após sofrer com rajadas de vento na terça-feira. 

A embarcação rumava do Mar Vermelho para o Mediterrâneo, entretanto a rota principal era da China para a Holanda. O navio tem 400 metros de comprimento e 59 metros de largura. A sua capacidade é de transportar até 20 mil contêineres de 6 metros.

O Canal de Suez é caminho de grande parte do petróleo que viaja por mar no mundo. Cerca de 10% de todo o comércio marítimo internacional, por exemplo, atravessa Suez, de acordo com experts. 

O cálculo, por sua vez, é que 50 navios atravessam os 193 quilômetros do Canal de Suez diariamente. O canal foi construído entre 1859 e 1869 para conectar o Mediterrâneo ao Mar Vermelho e à Ásia.

Satélite registrou tempestade de areia

O navio Ever Given encalhou no Canal de Suez quando foi atingido por fortes rajadas de vento. Não é uma ocorrência incomum na região, sobretudo nesta época do ano.

No Norte da África e na região do Levante, que compreende parte do Oriente Médio, sopra um vento que tem o nome de Khamsin. Nesse sentido, o satélite Sentinel-2 registrou a tempestade de areia no canal de Suez por efeito do vento Khamsin. 

O vento Khamsin vem de Sul e sopra sobre o Egito na frente de depressões (áreas de baixa pressão) que se deslocam para Leste ao longo do Mediterrâneo ou do Norte da África ao passo que a pressão é alta a Leste do Rio Nilo.

Assine gratuitamente nossa newsletter para notícias e alertas

Por fim, como o Khamsin é um vento que sopra do interior do continente, ele é quente e seco e costuma carregar muita poeira. Seu nome em árabe se refere aos cinquenta dias em que se dos que atua, freqüentemente de abril a junho.

Anúncios