Anúncios

Ondas enormes na costa. Chuva de meses em dias. Inundações. Deslizamentos de terra. Intensas rajadas de vento com estragos. Estas foram as consequências do ciclone bomba que atingiu a Costa Oeste dos Estados Unidos neste começo de semana. De acordo com o National Weather Service (NWS), o serviço oficial de previsão do tempo norte-americano, a pressão no centro do ciclone extratropical chegou a 942,5 hPa, o menor já observado neste tipo de sistema sobre o Pacífico na costa Oeste do país. Os efeitos da tempestade foram sentidos principalmente na Califórnia, mas houve danos e transtornos também nos estados do Oregon e Washington.

Ciclone bomba gerou ondas de até 15 metros em alto mar a centenas de quilômetros da costa do Noroeste dos Estados Unidos e gerou forte swell que provocou grandes ondas também nos litorais da Califórnia, Oregon e Washington

Ciclone bomba teve pressão mínima central de 942,5 hPa na análise da manhã do domingo e o dado foi ratificado por uma boia de monitoramento perto do centro da tempestade em alto mar | NATHAN HOWARD/GETTY IMAGES NORTH AMERICA/METSUL METEOROLOGIA

Grande ondas estouram geradas pelo ciclone bomba na costa do Noroeste dos Estados Unidos estouram contra as rochas em Depoe bay, na costa do estado norte-americano do Oregon | NATHAN HOWARD/GETTY IMAGES NORTH AMERICA/METSUL METEOROLOGIA

Litoral do estado norte-americano do Oregon foi atingido por grandes ondas, chuva forte e intensas rajadas de vento por efeito do ciclone bomba com intensidade jamais vista nos últimos 45 anos de registros na costa do Noroeste dos Estados Unidos | NATHAN HOWARD/GETTY IMAGES NORTH AMERICA/METSUL METEOROLOGIA

Taylor Schaffer, à esquerda, e Pat Rinehart lutam contra o vento forte gerado pelo ciclone bomba em Newport, estado do Oregon. | NATHAN HOWARD/GETTY IMAGES NORTH AMERICA/METSUL METEOROLOGIA

Um pedestre caminha em uma rua inundada em Kentfield, estado da Califórnia, após chuva intensa a extrema ter atingido a região em consequência do ciclone bomba e um poderoso rio atmosférico que se originou no Oceano Pacífico e que teve categoria 5. | JUSTIN SULLIVAN/GETTY IMAGES NORTH AMERICA /AFP/METSUL METEOROLOGIA

Árvore derrubada pelo forte vento do ciclone bomba em Ross, na Califórnia. Na estação do Centro da cidade de San Francisco, o domingo foi o dia mais chuvoso já visto em outubro e o quarto dia mais chuvoso em qualquer data desde o começo das medições 173 anos atrás. A precipitação na cidade de 102,1 mm foi superada apenas por tempestades nos anos de 1866, 1881 e 1994. | JUSTIN SULLIVAN/GETTY IMAGES NORTH AMERICA /AFP/METSUL METEOROLOGIA

Áreas que enfrentavam seca excepcional de anos passaram para condição de enchente em poucas horas no Centro e no Norte da Califórnia. Em Sacramento, capital do estado da Califórnia, o domingo teve o maior volume de chuva em 24 horas para outubro e todos os meses do ano desde o início dos registros 165 anos atrás. O volume em Sacramento, que saiu de um recorde de seca para um recorde de chuva em uma semana, chegou a 80% do que choveu no ano hídrico 2020-2021. | JUSTIN SULLIVAN/GETTY IMAGES NORTH AMERICA /AFP/METSUL METEOROLOGIA


Anúncios