Anúncios

O ciclone bomba que se formou na costa do Noroeste dos Estados Unidos bateu recorde de intensidade, de acordo com as estatísticas oficiais do serviço nacional de Meteorologia norte-americano. A pressão mínima central do ciclone extratropical chegou a apenas 942,5 hPa.

Scott Duncan/Reprodução

A pressão mínima central observada no centro do ciclone extratropical no Pacífico foi equivalente a de um furacão (ciclone tropical) categoria 3 no Atlântico Norte, dado que foi confirmado por uma boia de monitoramento em alto mar perto do centro da tempestade.


Com isso, o ciclone a centenas de quilômetros da costa dos estados de Washington e Oregon numa área entre 30ºN-50ºN de latitude se tornou histórico pela pressão mínima jamais vista na área, o que foi ratificado pela análise do Centro de Previsões Oceânicas do Serviço Nacional de Meteorologia dos Estados Unidos.

Dados históricos sobre este tipo de sistema não são detalhados por um longo período. Segundo a estatística do National Weather Service, o ciclone bomba de ontem na costa do Noroeste dos Estados Unidos foi o mais intenso já observado desde 1974 na região. O terceiro mais intenso ocorreu coincidentemente na última quinta-feira à medida que aquela área do Pacífico sofreu com um trem de ciclones, tendo sido dois do tipo bomba em apenas três dias de intervalo.

NATHAN HOWARD/GETTY IMAGES NORTH AMERICA/METSUL METEOROLOGIA

NATHAN HOWARD/GETTY IMAGES NORTH AMERICA/METSUL METEOROLOGIA

NATHAN HOWARD/GETTY IMAGES NORTH AMERICA/METSUL METEOROLOGIA

NATHAN HOWARD/GETTY IMAGES NORTH AMERICA/METSUL METEOROLOGIA

O ciclone contribuiu para a formação de um poderoso rio atmosférico vindo do Pacífico que despejou enorme quantidade de chuva, com marcas em alguns locais jamais vistas nesta época do ano, no Centro e no Norte do estado da Califórnia.

Inundações repentinas foram generalizadas em áreas urbanas e houve deslizamentos de terra. O mar ficou muito agitado na costa Oeste dos Estados Unidos com grandes ondas e intensas rajadas de vento.


Na estação do Centro da cidade de San Francisco, o domingo foi o dia mais chuvoso já visto em outubro e o quarto dia mais chuvoso em qualquer data desde o começo das medições 173 anos atrás. A precipitação na cidade de 102,1 mm foi superada apenas por tempestades nos anos de 1866, 1881 e 1994.

Já na estação de Sacramento, capital do estado da Califórnia, o domingo teve o maior volume de chuva em 24 horas para outubro e todos os meses do ano desde o início dos registros 165 anos atrás. O  volume em Sacramento, que saiu de um recorde de seca para um recorde de chuva em uma semana, chegou a 80% do que choveu no ano hídrico 2020-2021.

Anúncios