Anúncios

Um ciclone extratropical se formou nesta segunda-feira (5) no Leste do Uruguai e a Sudeste do Chuí, como antecipava a MetSul Meteorologia. Este sistema se afasta gradualmente do continente no sentido Leste-Sudeste nesta terça-feira (6). Enfatizamos que não é um ciclone intenso, muito menos tem características de ciclogênese explosiva (ciclone bomba) e seus efeitos não serão relevantes no Rio Grande do Sul por não ser um sistema profundo.


Como destacado no boletim do fim de semana, o ciclone traz vento moderado com rajadas esporádicas de 50 km/h a 70 km/h entre esta noite e o começo da terça-feira no Sul e no Leste do Estado, mas o vento será mais forte no Extremo Sul (área do Chuí) e no Litoral Sul do Chuí a Mostardas. Na área de Porto Alegre, não devem ser esperados efeitos maiores exceto algumas rajadas esporádicas como as já registradas na tarde de hoje.

Este ciclone impulsiona ar mais seco e frio para o Rio Grande do Sul, o que vai garantir uma terça-feira com a presença do sol em todo o Estado e um começo de manhã frio em cidades principalmente do Oeste, do Centro e do Sul gaúcho. No Sul do Estado, o vento traz baixa sensação térmica. A pista de vento gerada pelo ciclone em alto mar resultará em agitação marítima no litoral gaúcho com possibilidade de ressaca.

Anúncios