Anúncios

Ciclone extratropical se formou nesta quarta-feira (8) sobre a província de Buenos Aires, como previsto, o que gerou uma frente fria que avançou pelo Rio Grande do Sul durante o dia com chuva em todas as regiões, intensa em muitas cidades e acompanhada de temporais isolados, e que trouxe intensa ventania no Sul gaúcho com estragos e o fechamento do porto de Rio Grande.

NOAA

O impacto maior do ciclone entre esta quinta e a sexta-feira deve se dar na província de Buenos Aires e no Sul do Uruguai. Rajadas intensas e chuva forte deve castigar a costa atlântica da província argentina, como na área de Mar del Plata. Hoje, a chuva já foi forte na área da cidade de Buenos Aires.


Da tarde para a noite desta quinta, a tendência é de o ciclone mova-se mais para Leste, o que fará com que alcance o Rio da Prata e o Sul do Uruguai. O seu deslocamento continuará bastante lento no sentido Leste.  De sexta para sábado, a previsão é que o ciclone extratropical já sobre o Oceano Atlântico mova-se no sentido Leste-Sudeste e comece a se afastar do continente, a Leste da foz do Rio da Prata.

Ciclogênese não é explosiva

A MetSul enfatiza que este ciclone na região do Prata não será do tipo bomba, afinal não se espera uma ciclogênese explosiva, ou seja, uma queda da pressão atmosférica do sistema de ao menos 24 hPa em 24 horas. A sua pressão deve ficar um pouco abaixo de 1000 hPa, logo não é um ciclone profundo e a tendência é até enfraquecer ao atingir o oceano entre sexta e sábado.

Ciclones extratropicais ocorrem em todas as épocas do ano, mas este período de transição da primavera climática costuma trazer muitas destas formações porque passa a ser mais frequente o encontro de massas de ar quente e frio nas latitudes médias do continente, o que traz também aumento da frequência de temporais.

Rio Grande do Sul terá circulação ciclônica

A previsão do tempo aponta que a frente fria se afasta, passa a atuar mais no Paraná e São Paulo nesta quinta, e ingressa ar mais seco e frio no Rio Grande do Sul, impulsionado pelo ciclone extratropical na região de Buenos Aires. Com isso, chega ao fim o evento de forte instabilidade que marcou a primeira metade desta semana no estado gaúcho.


O sol aparece com nuvens nesta quinta no Rio Grande do Sul, mas o tempo não fica muito aberto. Isso porque se espera a influência de circulação de nuvens do ciclone extratropical no Rio da Prata. Períodos de nublado a encoberto ocorrem em diversas regiões. Mesmo chuva e garoa devem ocorrer em alguns pontos pela circulação ciclônica, especialmente no Sul e na Campanha.

Assine gratuitamente nossa newsletter para notícias e alertas

O vento por vezes será moderado pela influência do ciclone, entretanto não há previsão de rajadas intensas. O pior do vento no Sul gaúcho era hoje e o campo de vento mais forte que passou pela região se afasta. Com a chegada de ar mais frio, o dia é ameno. Faz frio à noite, quando ocorrem as mínimas do dia. Porto Alegre pode ter 13ºC ou 14ºC no final da quinta.

Anúncios