Anúncios

Raios nuvem-solo cortavam o céu de Santana do Livramento na noite deste domingo com o avanço da instabilidade a partir do Oeste | FABIAN RIBEIRO

A trégua da instabilidade durou muitíssimo pouco e como se antecipava a chuva está de volta ao Rio Grande do Sul. Áreas de instabilidade avançam na noite deste domingo a partir das províncias do Nordeste argentino de Corrientes e Misiones para o Noroeste e o Oeste do estado gaúcho com chuva, raios e temporais isolados.

A instabilidade acompanha um centro de baixa pressão que gera gradiente de pressão atmosférica com um centro de alta sobre o oceano, o que trouxe um dia muito ventoso em Porto Alegre. As rajadas de vento passaram dos 60 km/h na capital gaúcha e persistem, mesmo que de forma mais esporádica, na noite deste domingo.


A queda da pressão atmosférica com ar quente e úmido gerou tempestades no Centro e no Nordeste da Argentina na tarde deste domingo. Em Oberá, Misiones, a chuva provocou transbordamento de arroio e alagamentos. Em Córdoba, grande quantidade de granizou caiu em Villa Carlos Paz.

Agora à noite, a Metade Leste gaúcha, o que inclui Porto Alegre e o Litoral Norte, segue com tempo firma, vento e temperatura amena. A instabilidade se concentra na Metade Oeste, onde nuvens carregadas isoladas provocam chuva localmente forte, muitos raios e alto risco de granizo localizado.

Santana do Livramento, na fronteira com o Uruguai, era uma das cidades que já estava com registros de descargas elétricas. Imagens do radar meteorológico de Mercedes (Corrientes) do Serviço Meteorológico Nacional da Argentina mostravam uma célula com alto potencial de granizo entre Uruguaiana e Alegrete.

A instabilidade alcança as demais regiões gaúchas ao longo desta segunda-feira, véspera de feriado que deve ter chuva de Sul a Norte no Rio Grande do Sul.

O sol até aparece com nuvens em diversos pontos do estado nesta segunda, mas se prevê instabilidade para todas as regiões. Áreas de instabilidade avançam de Oeste para Leste pelo território gaúcho ao longo do dia, trazendo chuva.


As precipitações devem ser irregulares na distribuição com baixos volumes na maioria das localidades, entretanto pontos isolados podem ter temporais passageiros com chuva forte, raios e risco de queda de granizo.

Em diversos pontos podem se intercalar períodos de sol e de pancadas de chuva com possibilidade de trovoadas. O vento ainda sopra moderado com rajadas por vezes fortes no Sul e no Leste do Estado, assim como ocorreu hoje, com velocidade de 60 km/h a 80 km/h.

Anúncios