Anúncios

O Estado teve ontem outra jornada escaldante com máximas acima dos 35ºC pelo segundo dia seguido. Os termômetros acusaram 36,9ºC em Santa Cruz do Sul, 36,8ºC em Campo Bom, 36,6ºC em Uruguaiana, 35,8ºC em São Leopoldo e Santa Rosa, 35,2ºC em Pelotas e 35,1ºC em Quaraí. A marca de 35,2ºC na Embrapa de Pelotas foi a mais alta de 2013 até agora. E, hoje, tem mais. A tarde desta quinta vai ser uma vez muito quente no Rio Grande do Sul com máximas generalizadas acima de 30ºC e superiores a 35ºC em muitos pontos do Centro, Oeste e Noroeste. Algns locais podem ter marcas entre 37ºC e 38ºC.




Espelho d’água da Redenção virou uma grande piscina em 7 de setembro de 2004 – Antonio Paz/Arquivo Correio do Povo

Estamos ainda no inverno, mas por incrível que possa parecer calorão como de agora não foge ao normal desta época do ano. Nas diferentes séries históricas de Porto Alegre, em setembro, a Capital teve entre 1910 e 1930 o registro de 36ºC em 21 de setembro de 1916, entre 1931 e 1960 anotou 36,1ºC em 11 de setembro de 1951, no período 1961-1990 o máximo no mês foi de 35,8ºC em 27 de agosto de 1979 e entre 1991 e 2012 deu-se o recorde centenário para setembro de 38,0ºC em 24 de setembro de 1994. Desde o início dos registros em Campo Bom, há 30 anos, a temperatura igualou ou superou 35ºC em setembro em 1994 (39,5ºC), 1999 (36,5ºC), 2000 (35,0ºC), 2003 (36,8ºC), 2004 (38,7ºC), 2007 (36,3ºC), 2011 (36,4ºC) e em 2012 (36,3º).  Em 2004, a marca de 38,7ºC no dia 7 foi a mais alta daquele ano e ocorrida em pleno inverno. Interessante que vários destes anos de calor intenso em setembro (1979, 1994, 1999, 2000 e 2007) ou foram de inverno rigoroso ou tiveram grande nevadas. A neve recente de 26 e 27 de agosto na Serra foi a maior desde 1994, justamente o ano do calorão recorde.

Anúncios