Anúncios

Geada e calor de 37ºC no mesmo dia. Como é possível. Acontece e a explicação está no perfil de umidade da atmosfera. O Centro da América do Sul está neste momento sob os efeitos de uma massa de ar extremamente seca e que contribuiu ontem para um recorde de temperatura máxima para outubro de 116 anos na cidade de Buenos Aires, o que não se descarta possa vir a ser quebrado hoje pelo segundo dia seguido.

A massa de ar atuante no Rio Grande do Sul e em Santa Catarina é quente, mas, mesmo assim, o tempo muito seco com escassez de nebulosidade favorece forte resfriamento em horas da noite e da madrugada, sobretudo em localidades de maior altitude como os Campos de Cima da Serra e o Planalto Sul Catarinense.


As mínimas no Rio Grande do Sul nesta quarta-feira chegaram a 4,0ºC em São José dos Ausentes, 7,0ºC em São Francisco de Paula e Pinheiro Machado, 7,1ºC em Canela e Cambará do Sul, 7,6ºC em Vacaria e em Soledade, 8,5ºC em Farroupilha, e 9,4ºC em Bom Jesus.

Em Santa Catarina, conforme dados da Epagri-Ciram, as mínimas de hoje desceram a 2,5ºC em Bom Jardim da Serra, 2,9ºC em Urupema, 3,3ºC em Urubici, 5,3ºC em São Joaquim e 6,0ºC na cidade de Curitibanos. Em São Joaquim, no Planalto Sul, pelo segundo dia seguido áreas de baixadas amanheceram cobertas de gelo pela geada que se formou durante a madrugada com o frio intenso.

Geada no amanhecer de hoje em São Joaquim | Mycchel Legnaghi/São Joaquim Online

Apesar do amanhecer frio nestas localidades, o dia é calor em Santa Catarina e principalmente no Rio Grande do Sul. Máximas ao redor dos 35ºC são esperadas durante esta tarde no Oeste catarinense, na área de Itapiranga. No Rio Grande do Sul, os termômetros devem indicar valores perto ou acima de 35ºC na Grande Porto Alegre, nos vales, no Noroeste, no Oeste e até no Sul gaúcho.

A temperatura na metade da manhã de hoje já superava os 33ºC em Livramento e em diversas cidades do Oeste e do Sul gaúcho, conforme os dados do mapa de estações meteorológicas. As máximas em alguns pontos da fronteira com o Uruguai e do Oeste gaúcho devem ficar entre 35ºC e 37ºC nesta quarta-feira no dia mais quente em vários meses.

Ar muito seco favorece frio e calor

Como em um deserto, o mesmo ar muito seco que traz frio durante a noite proporciona um enorme aquecimento durante o dia com calor intenso à tarde. A massa de ar que cobre o Rio Grande do Sul e o restante do Centro da América do Sul é por demais seca, o que trará valores de umidade relativa do ar na tarde de hoje entre 10% e 20% em muitos municípios gaúchos.


Ontem, a tarde já foi muito seca. A umidade baixou a 13% em Ibirubá, 16% em Tupanciretã, 18% em Canela, 19% em Soledade, 20% em Alegrete, 21% em São Vicente do Sul, Bento Goncalves, Santiago e São Gabriel, 22% em Uruguaiana e Quaraí, 23% em Santa Rosa, Rio Pardo e Vacaria, 24% em Dom Pedrito, Passo Fundo e Palmeira das Missões, 25% em Lagoa Vermelha, e 26% em Porto Alegre.

Com o céu claro, o índice de radiação ultravioleta se torna muito alto a extremo. Igualmente, a combinação de tempo muito aberto, calor intenso e ar extremamente seco favorece um risco de incêndio em vegetação mais alto. Em dias como hoje, de baixíssima umidade e forte calor, a recomendação médica é hidratação e evitar esforços físicos maiores nas horas mais quentes do dia.

Anúncios