Anúncios

Temperatura na capital da Argentina hoje é a mais alta já registrada oficialmente até hoje no mês de outubro na cidade de Buenos Aires pelo Serviço Meteorológico Nacional com uma massa de ar quente que domina o país de Sul a Norte com marcas típicas do auge do verão na América do Sul | JUAN MARROMATA/ARQUIVO AFP/METSUL METEOROLOGIA

A cidade de Buenos Aires registra nesta terça-feira o dia mais quente no mês de outubro em sua história. A temperatura às 15h na estação meteorológica do Serviço Meteorológico Nacional no Observatório Central de Villa Ortúza era de 35,7ºC. A umidade relativa do ar era de apenas 26% com céu claro, pressão atmosférica de 1009 hPa e vento de Oeste a 4 km/h.

Com isso, o recorde de calor para outubro de 35,6ºC de 27 de outubro de 2014 foi superado e a máxima definitiva de hoje, ainda a ser confirmada mais tarde no dia de hoje pelo SMN, passa a ser o novo recorde oficial de mais alta temperatura para outubro na capital argentina.

Na série histórica 1981-2010, a cidade de Buenos Aires tem mínima média em outubro de 13,3ºC e média máxima de 22,7ºC. Logo, a temperatura na tarde desta terça na capital federal argentina está quase 13ºC acima da normal histórica das máximas do mês. No período 1981-2010, a maior máxima em outubro foi de 34,5ºC na Cidade Autônoma de Buenos Aires.

Às 15h, os termômetros em outras regiões da Argentina indicavam 40,6ºC em Termas del Río Hondo (Santiago del Estero), 40,1ºC na cidade de Córdoba (Córdoba), 40,0ºC em La Rioja (La Rioja), 39,2ºC em Pilas (Córdoba) e 39,2ºC em Santiago del Estero (Santiago del Estero). Rosario (Santa Fé) estava com 36,7ºC.

Por que tanto calor em Buenos Aires

A região central da Argentina é que a registra na tarde desta terça-feira a maior anomalia de temperatura na América do Sul com desvios positivos acima de 10ºC. Uma massa de ar quente e muito seca atua na região sob influência da crista de um centro de alta pressão.

Mapa com as linhas de corrente do vento mostram que a cidade de Buenos Aires está na tarde de hoje com vento vindo de Oeste que traz ar muito quente do Norte e do Nordeste do país.


A temperatura agora às 15h de 35,7ºC na capital argentina era superior aos registros de todas as estações do Instituto Nacional de Meteorologia dos estados do Mato Grosso e do Mato Grosso do Sul para se ter ideia do calor.

Cientistas há muito alertam que com as mudanças climáticas os recordes de calor tendem a se tornar mais frequentes. Foi a terceira vez que o recorde de máxima para outubro na cidade de Buenos Aires foi batido nos últimos 12 anos em uma série histórica de dados que possui 116 anos de observações.

Anúncios