Anúncios

A MetSul Meteorologia alerta para o risco de elevados volumes de chuva e temporais em parte do Rio Grande do Sul neste começo de semana. O avanço de ar muito quente de Norte deve estimular a formação de uma frente quente entre o Uruguai e o Estado no final do domingo e no começo da segunda-feira.

Áreas de instabilidade devem se formar com o calor e avançar de Norte para Sul da tarde para a noite deste domingo, podendo atingir a área de Porto Alegre no final do dia. Na sequência, a instabilidade deve ganhar força e se concentrar no Oeste e no Sul gaúcho, além do Uruguai, com a melhora do tempo e o ingresso de ar muito quente nas demais regiões gaúchas. O vento de Norte pode ser moderado a forte em algumas regiões durante a segunda-feira com intenso aquecimento no Noroeste gaúcho.


No deslocamento da instabilidade de Norte para Sul no território gaúcho podem ocorrer pancadas isoladas de chuva torrencial e temporais localizados. A maior preocupação é com o Oeste e o Sul gaúcho que podem registrar chuva muito intensa e tempestades com muitos raios, vento e granizo especialmente a partir da madrugada de segunda-feira.

Os volumes de chuva nestas regiões podem ser muito altos. O mapa acima mostra a projeção de chuva acumulada do modelo WRF até 10h de segunda-feira com volumes muito altos no Oeste e no Sul. Apesar de não indicar chuva para a região de Porto Alegre, não descartamos que chova.

O Oeste e o Sul do Rio Grande do Sul, além do Uruguai, a propósito, tendem a ter volumes elevadíssimos de chuva na semana que começa e na seguinte. Os acumulados em algumas áreas podem ficar entre 200 mm e 300 mm com marcas superiores em alguns pontos, o que pode trazer inundações e a subida de rios e córregos.


Última projeção do modelo GFS indica 485 mm em menos de 10 dias para Barra do Quarai com os maiores volumes entre os dias 9 e 12 de janeiro

No Uruguai, o Noroeste do país, o que inclui as regiões de Artigas, Salto e Rivera podem ter acumulados excessivamente altos. Por isso, o Oeste do Rio Grande do Sul, na região que vai de Livramento a Uruguaiana e Itaqui, pode ter marcas também muito altos. Além da chuva excessiva, estas áreas ainda estarão sujeitas a temporais freqüentes no período.

Assine gratuitamente nossa newsletter para notícias e alertas

Anúncios