Anúncios

O fotógrafo Gabriel Zaparolli, que se especializou em fazer registros de astrofotografia (stargazing) e de fenômenos meteorológicos no Litoral Norte gaúcho, divulgou hoje uma incrível fotografia de uma tempestade no mar na costa de Torres ontem à noite com a Via Láctea no céu. 


Zaparolli conta que foram cinco anos de espera desde o primeiro registro da Via Láctea com tempestade para fazer s fotografia integrando o fenômeno meteorológico e a presença da galáxia. 

Narra que saiu para buscar as tempestades que estavam acontecendo ao longe. Uma hora depois, a aproximadamente 70 quilômetros de onde estava, foi possível observar em alto mar uma nuvem de tempestade que se formava e “prometia render cliques extraordinários”. 

“Com o centro da galáxia nascendo em direção à tempestade eu realizava um dos maiores sonhos”, diz entusiasmado.

COMO A FOTO FOI FEITA

Não é qualquer equipamento ou pessoa que consegue fazer a fotografia sem experiência ou treinamento. 


O fotógrafo de Torres usou uma câmera Canon T5i com lente Canon EF 15mm F/2.8. Foi utilizado o programa “Sequator” para fazer a compilação de 18 imagens para reduzir ruído e dar mais destaque à Via Láctea e às tempestades. No processamento final da imagem, o fotógrafo utilizou os programas Lightroom e Photoshop para arrumar detalhes de distorção de imagem e nitidez. 

É um trabalho artístico do fotografia e não algo que possa ser visto a olho nu, assim como nas imagens de auroras boreal e austral as fotografias realçam muito mais as cores do que o visto pelos olhos do observador. 

Anúncios