Muda a estação e muda o tempo. Se o outono se despediu nesta segunda-feira com um dia de céu azul, frio intenso cedo e uma tarde agradável, o começo do inverno com o solstício às 6h13 desta terça-feira vai se dar com chuva e trovoadas em diversas regiões gaúchas à medida que uma frente quente começa a se formar sobre o Rio Grande do Sul, como já alertou a MetSul.

O tempo já muda logo cedo no território gaúcho. Áreas de instabilidade vão ingressar ainda nas primeiras horas da madrugada a partir da Fronteira Oeste e vão avançar muito rapidamente para Leste, trazendo chuva para a maioria das regiões gaúchas até a manhã desta terça-feira. A instabilidade deve se intensificar ao se deslocar pelo território gaúcho com risco de chuva localmente forte, raios e granizo isolado.

A instabilidade tende a persistir na segunda metade da terça, mas em pontos do Oeste, do Noroeste e do Norte gaúcho podem ocorrer aberturas de sol com abafamento a abafamento. À noite, fortes áreas de instabilidade com temporais podem atingir o Noroeste, onde à tarde há chance de aberturas com elevação maior da temperatura, o que favoreceria nuvens de maior desenvolvimento vertical com potencial de tempestades isoladas a partir do entardecer e do início da noite.

A instabilidade vai prosseguir na quarta. Muitas nuvens seguirão sobre o Rio Grande do Sul e ainda chove em diversas regiões no decorrer do dia. Permanece o risco de chuva localmente forte com raios e ocasional queda isolada de granizo. Na Metade Norte, entretanto, pela influência do ar mais quente trazido pela corrente de jato em baixos níveis, o sol pode aparecer com nuvens em parte do dia em diversas cidades com maior aquecimento, precedendo mais chuva e risco de temporais localizados de granizo e vento forte.

Veja na sequência de mapas abaixo as projeções de refletividade (que indicam a instabilidade e sua força) a partir do modelo WRF com resolução de 4 km da MetSul para 3h, 9h, 15h e 21h da terça-feira. Atente como haverá núcleos isolados com maiores valores de refletividade, o que sinaliza potencial para chuva localmente forte e temporais isolados.

As mais recentes saídas dos modelos da tarde desta segunda mantiveram o indicativo de chuva volumosa em parte do Rio Grande do Sul. O modelo regional de alta resolução da MetSul WRF de 4 km aponta na sua projeção de chuva acumulada em 72 horas, até 9h de quinta, acumulados altos de precipitação para a Metade Norte gaúcha com marcas acima de 100 mm em diferentes pontos e mesmo acima de 150 mm de forma muito isolada.

Chama atenção na projeção o indicativo de volumes acima de 50 mm e mesmo de 75 mm a 100 mm para pontos da Grande Porto Alegre no período de 72 horas, assim que se renova o alerta para a região metropolitana sobre a possibilidade de períodos de chuva moderada a forte e até isoladamente torrencial entre esta terça e a quarta. O período de maior risco de chuva forte na Grande Porto Alegre é no final da terça-feira, segundo a maioria dos dados.

A instabilidade pode trazer ainda temporais isolados com ocorrências de raios. Não se prevê um cenário de tempo severo generalizado e quaisquer ocorrências de temporais tendem a ser isoladas. Apesar de não se afastar vento forte localizado, o maior risco neste tipo sistema que atuará a partir desta terça é queda isolada de granizo. A região com maior possibilidade de tempestades isoladas inclui a Metade Norte gaúcha, o Oeste e o Meio-Oeste catarinense.