Anúncios

Lajeado teve vários pontos de alagamentos com a chuva forte | RÁDIO INDEPENDENTE

Choveu em todas as regiões do Rio Grande do Sul durante a terça-feira, mas a precipitação não foi volumosa em todas as áreas do estado. Diversas cidades registraram altos acumulados de chuva e várias outras anotaram baixos ou irrisórios volumes ao longo do dia com as áreas de instabilidade que tomaram conta do estado. Ou seja, como é comum nesta época do ano, em que as precipitações são muito irregulares e variáveis, teve quem ganhou e perdeu na “loteria da chuva” da terça-feira.

A área do estado em que mais choveu foi o setor Nordeste do Rio Grande do Sul. Os mais altos volumes se deram em setores da Grande Porto Alegre, do Vale do Taquari e da Serra, onde em diversos pontos a precipitação ficou entre 50 mm e 100 mm.


De acordo com dados de estações oficiais do Instituto Nacional de Meteorologia, a chuva somou ontem 81 mm em Canela; 64,8 mm em Porto Alegre; 50,8 mm em São José dos Ausentes; 40,2 mm em Santa Maria e Bento Gonçalves; 30,8 mm em Bagé; 29,8 mm em Ibirubá; 25,2 mm em Santa Rosa e 22,2 mm em São Luiz Gonzaga.

Já medições do Centro Nacional de Previsão de Desastres (Cemaden) indicaram acumulados de 98 mm em Eldorado do Sul; 87 mm em Porto Alegre (Restinga); 85 mm em Teutônia; 73 mm em Caxias do Sul; 70 mm em Venâncio Aires; 64 mm em Redentora; 57 mm em Estrela; 54 mm em Santa Maria; 53 mm em Alvorada, 52 mm em Taquari; 51 mm em Cruzeiro do Sul e em Bom Princípio; e 50 mm em Rosário do Sul.


Os dados do Cemaden apontaram ainda marcas de 48 mm em Nova Santa Rita; 47 mm em Lajeado; 46 mm em Canoas; 45 mm em Segredo; 43 mm em Três Coroas e Nova Petrópolis; 40 mm em Viamão; 38 mm em Faxinal do Soturno, 37 mm em São Sebastião do Caí; 35 mm em Igrejinha; 34 mm em Alto Feliz; 33 mm em Alvorada; e 33 mm em São Francisco de Paula.

Houve, contudo, regiões em que muito pouco choveu. Apesar dos temporais com vendavais, choveu muito pouco nas áreas de Uruguaiana e Quaraí. Outra região do estado em que os acumulados de precipitação foram muito baixos foi o Sul gaúcho com pouco ou nada de chuva em Pelotas e Rio Grande.

Chuva causou alagamentos no Vale do Taquari

Uma das regiões do Rio Grande do Sul em que mais choveu foi o Vale do Taquari. Lajeado foi a cidade mais castigada e teve vários pontos de alagamentos em sua área urbana pela chuvarada que desabou no fim da tarde.

De acordo com informações da Rádio Independente, um casal de idosos precisou ser resgatado após o veículo no qual estavam ser atingido pela enxurrada. A ocorrência se deu na Avenida Décio Martins Costa, a chamada “rua do valão”. O idoso, que é deficiente, precisou ser carregado pelos agentes do departamento de trânsito.

Uma terceira pessoa, uma mulher de 49 anos também foi retirada do carro, com auxílio de populares. Ninguém ficou ferido, mas os idosos foram encaminhados até a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) para avaliação.

Vem mais chuva

A previsão do tempo da MetSul Meteorologia indica ainda chuva para esta semana no Rio Grande do Sul. Hoje, as precipitações não devem ser relevantes em escala estadual. Diferentemente de ontem, quando a chuva foi generalizada, as precipitações de hoje devem alcançar poucos locais. Serão típicas de verão e extremamente localizadas. Assim, a esmagadora maioria dos municípios gaúchos não terá precipitação nesta quarta-feira.

Entre amanhã e sexta-feira o cenário muda. Um profundo centro de baixa pressão junto ao Rio Grande do Sul e a passagem de uma frente fria devem trazer novamente chuva em todas as regiões do estado, especialmente entre a tarde e noite da quinta-feira e o começo da sexta. Pode voltar a chover forte em alguns municípios com altos volumes e haverá o risco de temporais em pontos isolados.

 

Anúncios