Anúncios

Clima durante esta segunda metade do mês no Centro-Sul do Brasil terá menor número de dias de calor intenso e maior frequência de pancadas de chuva. Apesar de menos quente que a primeira metade fevereiro, haverá áreas ainda com temperatura acima da média no Centro do Brasil. | CRIS FAGA/NURPHOTO/AFP/METSUL METEOROLOGIA

A primeira metade de fevereiro foi marcada por chuva abaixo da média em grande parte do Centro-Oeste, do Sudeste e do Sul do Brasil, embora tenha chovido forte em diversos pontos. Os maiores desvios negativos de precipitação se deram em Santa Catarina, no Paraná, em São Paulo, e no Oeste e no Sul de Minas Gerais.

A chuva ficou perto e acima da média em setores do Oeste do Mato Grosso do Sul e do Centro para o Norte de Minas Gerais, assim como em pontos isolados do Rio Grande do Sul, principalmente da Metade Norte gaúcha, como efeito das pancadas de verão e da passagem de uma frente fria no dia 13.

No Rio Grande do Sul, aliás, quase toda a primeira metade do mês foi caracterizada por chuva abaixo a muito abaixo da média com precipitações escassas. Somente entre os dias 12 e 13 é que a precipitação foi mais generalizada e com volumes maiores, quando da frente fria que provocou precipitação entre 50 mm e 100 mm em muitos locais da Metade Norte gaúcha, estancando perdas na agricultura.

Por sua vez, a temperatura esteve acima ou muito acima da média na maior parte do Centro-Sul do Brasil na primeira metade de fevereiro. Áreas do Sul do Brasil, do estado de São Paulo e do Oeste do Mato Grosso do Sul tiveram desvios de 2ºC a 4ºC acima da climatologia.


Em grande parte de Minas Gerais e do Espírito Santo, entretanto, a temperatura ficou mais perto ou abaixo da média por influência da chuva de um evento de ZCAS (Zona de Convergência do Atlântico Sul).

No Rio Grande do Sul, o grande desvio de temperatura, especialmente nas máximas, foi efeito de uma prolongada onda de calor. Foram doze dias seguidos de temperatura acima da média no estado gaúcho: 36,1ºC em Quaraí no dia 1º; 37,7ºC em Quaraí no dia 2; 39,8ºC em Quaraí no dia 3; 39,4ºC em Uruguaiana no dia 4; 37,2ºC em Quaraí no dia 5; 39,0ºC em Quaraí no dia 6; 39,2ºC em Quaraí no dia 7; 40,1ºC em Quaraí no dia 8; 37,9ºC em São Luiz Gonzaga no dia 9; 38,5ºC em Campo Bom no dia 10; 39,5ºC em Quaraí no dia 11; e 40,2ºC em Quaraí no dia 12.

Chuva na segunda metade do mês

A tendência para esta segunda metade do mês é de grande variabilidade na chuva no Centro-Sul do Brasil, como é o normal nesta época do ano. O começo desta segunda metade de fevereiro terá mais chuva no Sudeste em Minas Gerais e no Espírito Santo. Os volumes podem ser altos ainda em pontos de São Paulo e do Rio de Janeiro. Na sequência, espera-se uma diminuição das precipitações, embora sigam ocorrendo as tradicionais pancadas.

Projeção do modelo de clima norte-americano CFS de anomalia de chuva (desvio da média) no Centro-Sul do Brasil até o dia 29 de fevereiro. O mapa é meramente ilustrativo do que indica este modelo e não necessariamente corresponde ao prognóstico da MetSul Meteorologia que faz uso de outras ferramentas. | METSUL

No Centro-Oeste, a perspectiva é que siga chovendo mais em locais do Mato Grosso e de Goiás. No Mato Grosso do Sul, embora chova menos, não se espera deficiência de precipitação no período. Em vários pontos do estado, especialmente do Oeste e da região pantaneira, os volumes localmente podem ser altos.

No Sul do Brasil, a chuva será muito variável por estar associada a pancadas isoladas de verão na maior parte do período. Volumes mais altos podem ocorrer no Oeste de Santa Catarina e no Sudoeste do Paraná.

No Rio Grande do Sul, grande parte desta segunda metade do mês deve ter chuva irregular e mal distribuída, mas no fim do mês existe a possibilidade de um evento de chuva mais significativo que pode fazer com que muitas áreas do estado terminem fevereiro com precipitação acima da média histórica.

E a temperatura?

A tendência para esta segunda metade de fevereiro é de a temperatura seguir acima da média em grande parte do Sudeste e do Centro-Oeste, mas áreas de Minas Gerais, do Rio de Janeiro e do Espírito Santo podem ter marcas perto ou abaixo da média durante o período pela maior ocorrência de precipitação. Na cidade de São Paulo, maior frequência de pancadas de chuva e ausência de ingresso de ar muito quente devem fazer com que a temperatura fique mais próxima do normal e com baixo número de dias de calor.

Projeção do modelo de clima norte-americano CFS de anomalia de temperatura (desvio da média) no Centro-Sul do Brasil até o dia 29 de fevereiro. O mapa é meramente ilustrativo do que indica este modelo e não necessariamente corresponde ao prognóstico da MetSul Meteorologia que faz uso de outras ferramentas. | METSUL

No Sul do Brasil, a maior parte da região deve ter temperatura perto ou abaixo da média nesta segunda metade do mês com aquecimento maior no Paraná em áreas perto de São Paulo e do Mato Grosso do Sul. O tempo mais agradável no Rio Grande do Sul deve continuar, embora com gradual elevação da temperatura.

Dado fundamental, no caso do Rio Grande do Sul, é que não existe a perspectiva de uma nova onda de calor no restante do mês de fevereiro. Não deixa de fazer calor e haverá muitos dias em que a temperatura estará ao redor ou acima de 30ºC, mas será um calor predominantemente fraco ou moderado, sem extremos.

Como consultar os mapas

Todos os mapas deste boletim podem ser consultados pelo nosso assinante (assine aqui) na nossa seção de mapas a qualquer hora. A plataforma oferece mapas de chuva, geada, temperatura, risco de granizo, vento, umidade, pressão atmosférica, neve, umidade no solo e risco de incêndio e raios, dentre outras variáveis, com atualizações duas a quatro vezes ao dia, de acordo com cada simulação. Na seção de mapas, é possível consultar ainda o nosso modelo WRF de altíssima resolução da MetSul.

A MetSul Meteorologia está nos canais do WhatsApp. Inscreva-se aqui para ter acesso ao canal no aplicativo de mensagens e receber as previsões, alertas e informações sobre o que de mais importante ocorre no tempo e clima do Brasil e no mundo, com dados e informações exclusivos do nosso time de meteorologistas.

Anúncios