Anúncios

O fim de semana foi marcado pela instabilidade atmosférica no Rio Grande do Sul com chuva e temporais isolados em diferentes regiões.

Já no começo, Livramento registrou 180 mm de chuva entre o final da sexta e o começo do sábado com muitos alagamentos. No decorrer do dia, a instabilidade forte atingiu outras regiões gaúchas com granizo em pontos isolados e fortes a intensas rajadas de vento.


Chuva de até 180 mm castiga fronteira gaúcha

O temporal que se abateu no meio da tarde do sábado trouxe rajadas de 83 km/h no aeroporto de Porto Alegre e 87 km/h na base aérea de Canoas. No interior, houve ventania ainda mais forte em alguns municípios.

Taquara: 103,0 km/h

Itaqui: 92,5 km/h

Santa Maria do Herval: 88,2 km/h

Canoas: 87,0 km/h

Porto Alegre: 83,0 km/h

Vacaria: 79,2 km/h

Capão da Canoa: 74,5 km/h

Teutônia: 73,4 km/h

São Leopoldo: 72,4 km/h

Minas do Leão: 68,4 km/h

Campo Bom: 65,1 km/h

Pontão: 64,4 km/h

Rio Grande: 60,8 km/h

Venâncio Aires: 60,5 km/h

Caçapava do Sul: 59,7 km/h

Quaraí: 59,0 km/h

Rio Pardo: 59,0 km/h

São José dos Ausentes: 57,9 km/h

São Luiz Gonzaga: 55,8 km/h

Pinhal da Serra: 55,2 km/h

Passo Fundo: 55,0 km/h

Santiago: 55,0 km/h

Canela: 54,3 km/h

Cotiporã: 53,3 km/h

Caxias do Sul: 52,1 km/h

Colinas: 51,5 km/h

Boa Vista das Missões: 51,1 km/h

Santa Cruz do Sul: 51,0 km/h

Arroio do Meio: 50,7 km/h

Vídeo registra vendaval e arremetida no Salgado Filho

A chuva também foi expressiva em diversas localidades com acumulados até o fim da tarde de ontem perto ou acima de 50 mm em municípios como do Oeste, o Noroeste, o Centro gaúcho, Norte, Serra e Grande Porto Alegre.

Este domingo voltou a ter instabilidade da tarde para a noite em razão de convecção gerada pelo calor e a alta umidade.

O grande risco nesta semana se concentrará no Sul do país em Santa Catarina e no Paraná, onde a chuva será excessivamente volumosa e mesmo extrema com acumulados de 100 mm a 200 mm em grande número de cidades e marcas de 300 mm a 400 mm em algumas, o que, certamente, vai trazer muitos alagamentos, inundações e deslizamentos de terra.


É uma situação de grave risco meteorológico por conta dos índices muito altos de chuva projetados, não raro subestimados por modelos de computador nesta época do ano.

Assine gratuitamente nossa newsletter para notícias e alertas

Anúncios