Anúncios

Imagem de satélite divulgada pelo INSMET na quarta-feira

Pela primeira vez em 2022, Cuba registrou um tornado no país. Na quarta-feira, 9, uma frente fria semi-estacionária deixou o tempo instável na parte Ocidental de Cuba com aguaceiros e vento, sobretudo, nas áreas costeiras. Dados meteorológicos locais indicam que o volume de chuva em algumas áreas passou de 100 mm naquele dia.

A formação de nuvens de grande desenvolvimento vertical associadas ao sistema frontal propiciaram a formação de uma tromba d´água que se converteu em tornado (coluna de ar em rotação que desce da base da nuvem de temporal até tocar a superfície) ao avançar continente adentro levando destruição. A tromba d´água tocou o solo entre Tarara e Guanabo a cerca de 35  km a Leste de Havana e avançou como tornado com vento forte a partir de então.


Um aspecto interessante desse acontecimento climático é que meteorologistas locais afirmam que se tratava, na verdade, de duas trombas d´água. Eles explicam que uma delas avançou continente adentro como tornado e a outra se dissipou no mar. A passagem do tornado arrancou árvores e algumas estradas foram bloqueadas devido à quantidade de árvores caídas.

Ainda houve danos em residências, carros e cortes de eletricidade. Para a Metsul, o meteorologista mexicano Jorge Félix Hernandes disse que, conforme os danos e avaliação de especialistas, se tratou de um “tornado de força F0/F1 na escala fujita, com estimativa de 105 a 135 km/h”. Ele destacou ainda que foi o primeiro tornado registrado no ano de 2022.

AFP

Em agosto de 2021 aconteceu uma tromba d’água também na região de Havana, porém ao Sul e, de acordo com o Centro Nacional de Previsão do Instituto de Meteorologia (INSMET), não houve impactos à população.

Antes desse episódio do ano passado, um forte tornado levou destruição ao país cubano em janeiro de 2019. Naquela ocasião, também havia influência de uma intensa frente fria impulsionada por forte e atípica incursão de ar polar nos Estados Unidos.

Anúncios