Anúncios

Uma tromba d’água (tornado sobre a água) se formou sobre as águas da Lagoa dos Patos no começo da tarde de ontem (10) na altura do município de São José do Norte.

Maciel Paiva

Maciel Paiva

Maciel Paiva

O seguidor da MetSul Maciel Paiva conta que trabalhava numa propriedade rural na localidade de Bujuru, interior de São José do Norte, quando no horário de almoço e vendo o tempo se formar notou a formação da tromba e filmou. Veja os vídeos do fenômeno.


A formação do estreito funil sobre as águas da Lagoa durou alguns minutos antes de dissipar, sem causar danos. 

Por que se formou?

Com a presença de nuvens carregadas geradas pelo calor e a umidade alta, sob ambiente de maior vorticidade, o cenário se torna propício para rotação e a formação destes funis que, ocasionalmente, podem evoluir para um tornado de baixa potência. 

Ontem, havia ainda uma baixa segregada a Sudeste do Rio Grande do Sul, favorecendo a instabilidade e aumentando a vorticidade da atmosfera. 

Nuvem funil em Cruz Alta ontem | Redes sociais

Nuvem funil em Forquilhinha ontem | Redes sociais

A tromba não foi o único evento de funil da quarta. Em Cruz Alta (RS) e em Forquilhinha (SC) foram fotografadas nuvens funis cuja circulação não chegou a tocar no solo de forma a caracterizar tornados

Trombas d’água não são incomuns na Lagoa dos Patos

Trombas d’água não são raridade sobre a Lagoa dos Patos. Muitas vezes ocorrem e acabam passando despercebidas, sem qualquer registro visual, até porque muitas vezes são eventos de muita curta duração. 

No dia 14 de dezembro de 2011, porém, não havia como deixar de haver fotos. Naquela data a atuação de área de baixa pressão (baixa fria) sobre o Leste do Rio Grande do Sul favoreceu a formação de inúmeras trombas na Lagoa, da região de Rio Grande até Porto Alegre.

A imagem mais memorável daquele 14 de dezembro foi do tornado sobre a Lagoa em Arambaré. 

Fábio Raphaelli/Arquivo MetSul

Mesmo no extremo Norte da Lagoa dos Patos, no Lago Guaíba, há relatos históricos de “chuva de peixes” associada a trombas. Tromba d’água no Guaíba foi fotografada pelo velejador Norton Aerts junto na manhã de 24 de fevereiro de 2012. 

Norton Aerts/Arquivo MetSul

Conforme Aerts, após uma semana velejando pela Lagoa dos Patos, entre Porto Alegre, Tapes e Porto do Barquinho, era feita a viagem de retorno para a Capital, quando se observou o tornado na altura do canal do Guaíba. 

“Em frente à Ilhota do Arado, às 9h35m, se formou o tornado que foi na direção de Belém Novo, se desmanchando sobre as pedras”, informou.

Em 17 de fevereiro de 2013, uma tromba se formou sobre a Lagoa dos Patos na altura do município de Tapes.

Gustavo Azevedo/Popa/Arquivo MetSul

Em 31 de janeiro do ano passado, ou seja, nesta mesma época do ano, uma tromba d’água foi observada sobre a Lagoa dos Patos no município de Arambaré.


Em 13 de novembro, também de 2020, um tornado se formou no município de Palmares do Sul, no Litoral Norte do Rio Grande do Sul e a Nordeste da parte Norte da Lagoa dos Patos.

Wesley da Silva/Arquivo MetSul

O funil alcançou a superfície e avançou em alguns momentos sobre as águas da lagoa, caracterizando uma tromba d’água, e em outros sobre áreas de terra próximas.

Anúncios