Anúncios

Tornados, vendavais e granizo no Centro-Sul do Brasil em pleno inverno são mais comuns do que se crê e risco é aumentado em 2021 | Reprodução

Tornados, vendavais e granizo no Centro-Sul do Brasil em pleno inverno. Como podem se dar estes fenômenos no período mais frio do ano se a temperatura mais baixa típica dos meses de fim de outono e do inverno costuma inibir instabilidade no Sul, no Sudeste e no Centro-Oeste do país? Estes fenômenos podem ser mais freqüentes que você imagina.

Um tornado atingiu o município de Campos Novos, no Meio-Oeste catarinense, na noite de sexta (28) para sábado (29). O fenômeno causou muitos estragos e deixou dois feridos leves na localidade que registrou vento de 123 km/h na estação do Instituto Nacional de Meteorologia. Houve ainda quedas de torres de transmissão de energia na região causadas pelo vendaval com dezenas de milhares de pessoas sem luz.


Ontem (31), tornado do tipo landspout, logo não associado a uma tempestade severa, foi observada no interior do município de Bom Jesus de Goiás, em Goiás. O fenômeno não causou danos por ter ocorrido em terreno não habitado, mas assustou as pessoas na região.

No Mato Grosso do Sul, granizo atingiu lavouras de milho que foram dizimas pelo gelo na localidade de Naviraí. O temporal na cidade do sul-mato-grossense ainda destruiu um ambulatório de campanha, derrubou torre de televisão e árvores.

Tempestade severa causou estragos no Sul do Mato Grosso do Sul na chegada de uma frente fria | Corpo de Bombeiros/Divulgação

No domingo (30), violentas tempestades de granizo atingiram o interior do estado de São Paulo, em municípios como Araras e Jundiaí. O granizo caiu em grande quantidade e até acumulou em ruas, estradas e na vegetação. As pedras de gelo perfuraram telhados e foram responsáveis por outros danos como em lavouras de café em áreas próximas com a divisa de Minas Gerais e no Sul do estado mineiro, na área de Monte Sião.

Na noite de sexta-feira (28) para sábado (29), tempestades de granizo já tinham atingido o Sudoeste do estado do Paraná. As pedras de gelo em pontos da região foram de grande tamanho.

Como podem ocorrer tornados, vendavais e granizo nesta época do ano?

Uma frente fria impulsionada por uma massa de ar frio encontrou uma massa de ar quente sobre o Centro-Sul do Brasil na sexta-feira e no fim de semana, trazendo tempo severo. Uma corrente de jato em baixos níveis precedeu a chegada do ar frio e transportou ar mais quente a partir da Bolívia, Paraguai e o Norte da Argentina.

Tempo severo, apesar de ser muito mais freqüente no Centro do Brasil durante meses de primavera e do verão, também pode ocorrer no período frio. Sempre que uma frente fria avançar sobre a massa de ar mais quente instalada na região nos meses de inverno podem se produzir tempestades localmente fortes a severas, inclusive com danos.


No caso do inverno, alguns dos mais graves episódios de tempo severo ocorrem no Rio Grande do Sul e em Santa Catarina, estados mais expostos às frentes frias e aos ciclones extratropicais. A maioria dos mais graves tornados ocorridos no estado gaúcho ocorreu em meses de inverno, como nos episódios de São Francisco de Paula e Muitos Capões. No ano passado, cabe lembrar, a destruição provocada pela linha de instabilidade formada pelo ciclone bomba ocorreu no dia 30 de junho.

Assine gratuitamente nossa newsletter para notícias e alertas

Assim, novos episódios de tempo severo devem ser esperados neste inverno climático e astronômico de 2021. Como a tendência é de temperatura muito acima da média na estação do Brasil Central, alcançando o Centro-Oeste e o Sudeste do Brasil, o gradiente de temperatura no avanço das frentes frias será maior e isso aumentará o risco de tempo severo, inclusive de tornados, neste ano nos deslocamentos de sistemas frontais pelo Centro-Sul do país.

Anúncios