Anúncios

Forte instabilidade que atingiu a cidade de Buenos Aires ainda no começo da manhã com rajadas de vento forte e mais de 40 mm na capital argentina em curto período cruzou rapidamente o Rio da Prata e atingiu o Uruguai. A instabilidade chegou também com tormentas que tiveram variada intensidade no território uruguaio, registrando-se chuva localmente forte e vento. A virada foi registrada pelos em belas imagens panorâmicas registradas, pela ordem, pelos colaboradores Ariel Casan (Colonia), Mauricio Campiglia (Montevidéu), Rodrigo García (Carmelo), Nando TW (Florida) e Ricardo Cordero (Montevidéu).



Não houve relatos de danos, entretanto as tormentas impressionaram, como em Paysandu (foto abaixo por Mónica Laurino).

Em Montevidéu, o temporal chegou ainda durante a manhã com chuva forte. Uma nuvem carregada (foto abaixo de Germán Lostuzzi) avançou do Rio da Prata para a capital uruguaia que registrava 27ºC às 9h da manhã com elevada umidade. Houve alguns alagamentos. No Aeroporto Internacional de Carrasco, a visibilidade foi reduzida a apenas 800 metros por chuva forte.


A MetSul recebeu uma grande quantidade de fotos do mau tempo de seus seguidores das redes sociais no Uruguai. Na sequência, reunimos elas numa galeria que mostra a chuva e a chegada dos temporais em diversos departamentos do país.


[galeria:34]

A MetSul Meteorologia mantém o alerta de risco de tempo severo no Uruguai para esta quarta e, sobretudo, para quinta e sexta-feira. Nesta quarta, espera-se melhora temporária com a presença do sol e calor em muitas áreas, mas da tarde para a noite é alto o risco de tormentas, algumas fortes. O cenário mais crítico se projeta para quinta e sexta-feira, por conta do avanço de uma frente fria de Sul que estará sendo impulsionada por uma massa de ar frio de forte intensidade para esta época do ano e que deve trazer até neve para os Andes entre a Argentina e o Chile. Este ar muito frio para janeiro, ao se aproximar do ar muito quente, úmido e instável de origem tropical que cobre o Centro da América do Sul deve provocar a formação de tempestades severas na Argentina que devem se deslocar em direção ao Uruguai. No próprio território uruguaio devem se formar nuvens pesadas de tormenta. É elevado o risco de tormentas fortes a severas entre quinta e sexta-feira no Uruguai com chuva forte a intensa, rajadas de vento de 100 km/h ou mais (risco de “turbonadas”) e até queda de granizo.

Anúncios